GM vai patrocinar a seleção brasileira até Copa 2018

General Motors assinou um contrato de patrocínio de cinco anos com a seleção brasileira

Rio de Janeiro – A General Motors assinou nesta sexta-feira um contrato de patrocínio de cinco anos com a seleção brasileira que garante a associação de sua marca à equipe pentacampeã mundial pelo menos até a Copa do Mundo da Rússia em 2018.

A multinacional de origem americana substituiu como patrocinador da seleção brasileira a fabricante alemã Volkswagen, que não renovou o contrato assinado em 2009 e que lhe garantiu monopólio com a equipe até na semana passada.

O acordo de patrocínio foi assinado hoje em São Paulo pelo presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José María Marin, e pela presidente mundial da General Motors, Mary Barra, que iniciou ontem uma visita ao Brasil na qual se reuniu com a presidente Dilma Rousseff.

A executiva recebeu na cerimônia uma camisa da seleção brasileira com o número 14.

O acordo prevê que as marcas da GM sejam exibidas nas calças de treino da seleção brasileira, nos casacos, no ônibus oficial da equipe e nas placas de propaganda às quais a CBF tem direito em seus campos de treinamento e em alguns estádios.

O patrocínio se estende não só à seleção absoluta masculina, mas também à olímpica que disputará os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016 e à feminina.

A estreia da General Motors como patrocinador do Brasil será no dia 5 de setembro próximo, quando a seleção brasileira enfrenta a Colômbia em um amistoso nos Estados Unidos.

O contrato faz parte de uma campanha publicitária lançada pela empresa americana com o lema ‘Find new roads’ (Encontre novos caminhos), segundo um comunicado da CBF.