Gigante do chocolate lança versão integral da guloseima. Nova era?

A Barry Callebaut está comercializando a linha com abordagem mais sustentável, um possível atrativo para millennials ambientalmente conscientes

Depois dos grãos integrais, chegou a vez do chocolate integral. A Barry Callebaut, uma das maiores fabricantes de chocolate do mundo, está lançando uma linha de produtos feitos com todo o fruto do cacau, em vez de apenas o grão, que serão comercializados para chefs que buscam um sabor “mais frutado“. A gigante de alimentos e bebidas Mondelez International, cujas marcas incluem Cadbury e Toblerone, será a primeira empresa a testar a linha.

O chamado chocolate WholeFruit é a mais recente combinação da suíça Barry Callebaut, que está sob pressão para inovar e experimentar novos produtos diante da maior concorrência no mercado global. No ano passado, a empresa estreou o chocolate Ruby, uma mistura rosa com sabor de baga que tem sido usada nas barras KitKat da Nestlé. A novidade coincide com preços mais altos do cacau, que diminuíram o lucro das fabricantes de chocolate, que já enfrentam um desaquecimento das vendas com a busca dos consumidores por alternativas mais saudáveis.

“Queríamos liberar todo o poder do fruto do cacau e, ao fazê-lo, abrimos um mundo totalmente novo”, disse o presidente da Barry Callebaut, Antoine de Saint-Affrique, em São Francisco, onde apresentou o produto durante uma conferência de imprensa com repórteres.

A Barry Callebaut está comercializando a linha como uma abordagem mais sustentável de fabricar chocolate, um possível atrativo para millennials ambientalmente conscientes. Cerca de 70% do fruto do cacau é desperdiçado no processo de fabricação do chocolate. Ao mesmo tempo, os contratos futuros do cacau acumulam alta de 27% nos últimos 12 meses. De Saint-Affrique disse que a empresa buscava criar um produto que fosse melhor para o meio ambiente, sem sacrificar a qualidade.

“É melhor em sabor e é natural”, disse em entrevista. “Então você não precisa se debater entre os dois.”

A Mondelez fabricará os primeiros produtos de chocolate com frutas inteiras sob a nova marca CaPao. A linha de chocolates WholeFruit para fabricantes de chocolates artesanais estará disponível a partir de maio.

A Barry Callebaut não é a primeira empresa a tentar aproveitar mais o cacau. Em julho, a Nestlé disse que encontrou uma maneira de fazer chocolate sem adicionar açúcar usando sobras da polpa do cacau.