Panini é notificada por troca de figurinhas com publicidade

A Proteste pediu destaque nos pontos de venda para a informação de que os consumidores que se sentirem prejudicados podem pedir troca imediata

São Paulo – A editora Panini foi notificada nesta sexta-feira pela entidade de defesa Proteste – Associação de Consumidores, que pediu mais clareza sobre os mecanismos para a devolução das figurinhas publicitárias do álbum da Copa do Mundo de 2014.

A Proteste pede que cada ponto de venda tenha claramente o aviso de que consumidores insatisfeitos com cromos com anúncios podem pedir troca imediata via Correios. 

Na visão da coordenadora da entidade, Maria Inês Dolci, a prática de incluir figurinhas ligadas à marcas pode ser considerada abusiva. Em nota, Maria condena que o consumidor pague pelas figuras referentes aos patrocinadores. Segundo defende a Proteste, elas deveriam ter sido incluídas como extras.

Procurado pela reportagem, o Conar (Conselho de Autorregulamentação Publicitária) afirma que, a priori, as figuras não representam desrespeito as recomendações do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária.

A Panini afirmou, por meio de sua assessoria que não recebeu oficialmente a notificação, e “irá se manifestar oportunamente para seus clientes, consumidores e imprensa”.

Para a troca dos nove cromos com anúncios das marcas Liberty Seguros, Wise Up e Johnson & Johnson, o consumidor descontente terá que enviar uma carta para o endereço Caixa Postal 210 – Tamboré, Barueri, SP – CEP: 06455-972.

Segundo a Panini, o colecionador receberá de volta figurinhas aleatórias mais dois pacotes fechados como compensação pelo custo de envio da carta.