Facebook se compara a piscina em publicidade

Site dá seguimento ao tom emotivo em anúncios, mesmo depois de baixa receptividade a filme

São Paulo – Quando atingiu 1 bilhão de usuários, no mês passado, o Facebook divulgou um vídeo na internet em que fala de objetos e ideias que conectam as pessoas, comparando a rede social com pontes, aviões, cadeiras e ideias.

Mesmo com o tom emotivo, o filme, que foi criado pela Wieden & Kennedy e dirigido por Alejandro González Iñárritu, definitivamente não ganhou o carisma do público.

Pouco depois do lançamento, diversas paródias usando as metáforas usadas no comercial oficial já se espalhavam pela internet (veja uma das mais famosas a seguir)

A pouca receptividade, no entanto, não parece ter abalado a estratégia do Facebook, que ontem postou em sua fan page mais duas imagens fazendo comparações com a rede social.

Em uma delas, a semelhança é estabelecida com uma piscina: “Piscinas estão cheias de pessoas. Algumas você conhece, outras não. E de vez em quando você vê algo que talvez não devesse. É por isso que piscinas são um pouco como o Facebook.”, dizia a primeira.

Outro post, ainda, trazia aquela imagem da abóbora, simbólica do Dia das Bruxas, acompanhada da frase “O Halloween dá às pessoas a chance de serem assustadoras ou engraçadas ou sexy ou, talvez, um pouco de cada um. O Halloween permite que as pessoas se expressem. É por isso que Halloween é como o Facebook.”

Assista ao filme que abriu a campanha


Veja uma das paródias do comercial