Facebook deve ter anúncios em vídeo no feed de notícias

Informação é de duas fontes envolvidas no projeto de monetização da rede social

São Paulo – Grandes poderes, responsabilidades ainda maiores. O incrível patamar de popularidade e penetração do Facebook tem exigido um trabalho cada vez mais árduo de Mark Zuckerberg e seus comandados, não apenas no que tange ao desenvolvimento de tecnologia e operação, como também a criação de espaços inteligentes de inserção de publicidade, uma grande demanda das marcas.

De acordo com a agência de notícias Bloomberg, muito em breve os usuários do Facebook devem começar a ver pequenos anúncios em vídeo, direto em seu feed de notícias, pelo menos essa é a informação de duas fontes envolvidas no projeto de monetização da rede social.

A ideia é que o Facebook comercialize, ainda neste ano, espaço entre os posts e fanpages para comerciais de até 15 segundos. Entretanto, como conhece bem o seu publico e sabe da sua aversão pelo excesso de publicidade, a rede social vai limitar a exibição de anúncio: apenas três propagandas por dia serão visualizadas por cada usuário.

A agência ainda informou que dependendo da audiência, os anunciantes poderão pagar a impressionante quantia entre US$ 1 milhão e US$ 2,5 milhões por dia.

Cabe lembrar que desde 2012 há rumores sobre a inserção de anúncios em vídeos através do Facebook no feed de postagens, mas, que várias vezes, segundo as fontes ouvidas pela Bloomberg, Zuckerberg desistiu da ideia por conta do temor de perder usuários.

Ainda não se sabe como vai funcionar a ação dos vídeos, mas a expectativa é de que eles sejam reproduzidos automaticamente. O maior desafio, no entanto, é conseguir promover as marcas com qualididade, sem que isso apresente uma interrupção brusca na comunicação e proveque rejeição por parte do consumidor.