Experimento social da Heineken convence clientes de bar a não beber

Em bares em São Paulo e Porto Alegre, a marca criou “incentivos” para conscientizar os motoristas a não ingerir bebidas alcoólicas e dirigir depois

São Paulo – Com que frequência você bebe antes de dirigir? E mesmo quando decide não beber acaba cedendo à pressão dos colegas para tomar só “um chopinho” no bar? Segundo um estudo global realizado pela Heineken no começo do ano, 68% dos motoristas bebem álcool antes de dirigir e 49% das vezes se deixam levar pelo momento devido à pressão dos amigos, o que os cientistas comportamentais chamam de peer pressure. 

E se fosse possível fazer uma “pressão do bem” para desestimular essa prática nociva que coloca a vida de muitas pessoas em risco? A marca de cerveja resolveu fazer um experimento social em bares brasileiros no intuito de convencer o motorista a não beber antes de dirigir.

Em 18 bares localizados nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, a marca criou “incentivos” (chamados nudges) para conscientizar, encorajar e apoiar os motoristas a não ingerir bebidas alcoólicas e dirigir, como cartazes e informativos alertando para o perigo dessa prática.

 (Heineken/Divulgação)

A ideia não era coagir, mas dar um leve empurrão ou cutucada (do inglês nudge) com o intuito de chamar a atenção das pessoas e influenciá-las positivamente. Essas peças de incentivo foram posicionadas desde o vallet, entrada, mesa, banheiro, e estavam presentes até no discurso e uniforme dos garçons (“Dirigindo? Aprecie nossos drinks sem álcool”, dizia a camiseta deles).

 (Heineken/Divulgação)

Para ajudar na mudança de comportamento, a marca também desenvolveu um cardápio especial com drinks sem álcool e bonificou com petiscos os clientes que assinassem o “juramento do motorista”, um compromisso público de não beber se fosse dirigir naquela noite.

Nudges instalados na entrada de um dos bares participantes.

Encomendado à InBehavior Lab, consultoria especializada na área, e divulgado em primeira mão para o site EXAME, o estudo comprovou a mudança de comportamento em 25% dos consumidores entrevistados.

A redução tem como ponto de comparação um estudo de controle realizado nos bares duas semanas antes das intervenções com 427 consumidores, onde 55,5% assumiram o risco de beber e dirigir.

 (Heineken/Divulgação)

Os efeitos da intervenção foram maiores dentro do grupo de motoristas que tinham menos de 32 anos de idade, e entre mulheres. A pesquisa ainda avaliou que nos bares mais engajados, a cada 100 motoristas, 35 foram impactados a não
consumirem álcool.

A marca produziu um vídeo sobre o experimento social, confira abaixo:

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s