Ex-vítimas de violência doméstica viram heroínas em ensaio

Mulheres que conseguiram se desvencilhar dessa situação servem de exemplo para que outras vítimas façam o mesmo

São muitos os fatores que impedem mulheres vítimas de relacionamentos abusivos de se separarem de seus parceiros.

Na maioria das vezes, filhos, questões financeiras ou até mesmo pressões da sociedade silenciam o sofrimentos recorrente de violência física ou sexual.

Nestes casos, mulheres que conseguiram se desvencilhar dessa situação servem de exemplo para que outras vítimas façam o mesmo.

É por isso que o movimento Women Speak, da Lituânia, resolveu virar seus holofotes para as personagens que já venceram esse sofrimento.

Com o objetivo de inspirar as mulheres que vivem um relacionamento abusivo a encontrarem forças para sair dele, o coletivo convidou 5 mulheres que superaram a mesma situação e hoje vivem em um centro de ajuda em Vilnius, capital do país, para se tornarem super-heroínas em um ensaio fotográfico.

As peças desse projeto inspirador trazem as mulheres vestidas como heroínas – sinal de que se precisa muita força para sair desta situação – acompanhadas de informações como o nome e o cenário em que vivia, além de uma aspa empoderadora de cada uma.

Confira:

Edita, mãe de 6, deixou seu parceiro abusador: “Eu posso até mesmo concorrer a presidente.”

Viktorija, mãe de 5, deixou seu parceiro abusador: “Uma mulher não é um objeto.”

Elena, mãe de 3, deixou seu parceiro abusador: “Eu não sou uma vítima, sou uma guerreira”

Zita, mãe de 2, deixou seu parceiro abusador: “Eu não sou mais uma vítima.”

Kristina, mãe de 2, deixou seu parceiro abusador: “Fale.”