Estudo mostra que São Paulo perde fôlego no valor da marca

Em 2009, a exposição do São Paulo valia R$ 551,9 milhões. Hoje está em R$ 926,3 milhões. Em relação aos rivais do Estado de SP, o desempenho é inferior

São Paulo – A luta do São Paulo contra o rebaixamento tem razões imediatas na montagem do elenco, por exemplo, mas também em fatores estruturais, relacionados à gestão do clube. Os problemas administrativos influenciam dentro de campo.

Um estudo da consultoria BDO, feito a pedido do Estado, mostra que o clube está ficando para atrás em relação aos adversários no que se refere ao valor da sua marca.

Depois de brigar pela liderança do ranking das marcas mais valiosas em 2009, hoje o São Paulo ocupa a quarta posição, atrás do Flamengo, Corinthians e Palmeiras (os dados consolidados são de 2016).

Em 2009, a exposição do São Paulo valia R$ 551,9 milhões. Hoje está em R$ 926,3 milhões. Em relação aos rivais do Estado de São Paulo, o desempenho é inferior. O Palmeiras saltou de R$ 419 milhões em 2009 para R$ 1.021,9 bilhão. No mesmo período, o Corinthians passou de R$ 562 milhões para também entrar na casa do bilhão: R$ 1.422,9 bilhão.

O conceito de marca possui três pilares: torcida (tamanho e potencial de consumo dos fãs, tíquete médio); mercado (o tamanho do Estado onde o clube está inserido); e receita (dividendos com marketing, direitos de transmissão, programa de sócio-torcedor e bilheteria).

Pedro Daniel, gerente de Esportes da BDO, explica que a construção das novas arenas de Corinthians e Palmeiras é um dos fatores que explicam o crescimento dos dois, pois influencia positivamente na receita.

Em nota, a diretoria do São Paulo afirmou que não conhece a metodologia da pesquisa. “Não podemos tecer comentários por não conhecer a metodologia das referidas pesquisas com os torcedores, dados de marketing esportivo, hábitos de consumo dos torcedores citadas sem maiores especificações no documento”, disse o comunicado enviado ao Estado.

A diretoria também destaca os avanços recentes do clube e apoio da torcida. “Os últimos dois anos do São Paulo são de enormes ganhos institucionais, com um novo estatuto, diretoria profissional e estudo para a separação do clube social e do futebol. Ainda que o time venha de um período de reestruturação, os avanços são enormes. A torcida tem reconhecido o avanço e vem fazendo um papel espetacular no apoio ao time, basta lembrar que o São Paulo tem os três maiores públicos do Campeonato Brasileiro e a maior média de público da sua história no Morumbi”.