Empresa chamada ‘ISIS’ quer trocar de nome após ataques

Antes mais tranquila, agora empresa americana com ISIS no nome admitiu que pode trocar de nome após atentados em Paris

Sâo Paulo – Até um tempo atrás, a ISIS Pharmaceuticals não queria trocar de nome. Para ela, ter o nome como o do grupo terrorista não representava efeitos negativos para o negócio.

Agora, depois dos atentados em Paris, a gigante do ramo farmacêutico decidiu repensar sua estratégia. Não quer ver seu nome ligado aos terroristas do ISIS (no Brasil, conhecido como Estados Islâmico).

Baseada na Califórnia e com 25 anos de idade, a empresa ISIS tirou seu nome da deusa egípcia. Há uma pirâmide em seu logotipo.

Suas drogas focam no tratamento do câncer, doenças do coração e problemas neurológicos.

À CNN, a empresa disse que está pensando em mudar de nome, mas ainda não se sabe quando essa mudança ocorreria.

“Mesmo que as pessoas saibam que não temos nada a ver com o grupo terrorista, o nome traz muitas conotações negativas”, disse D. Wade Walke, vice-presidente da empresa à CNN.

“E obviamente não vai melhorar ao longo do tempo. Essa terrível tragégia em Paris nos deixou abalados”, completou.

Na última segunda-feira, as ações da empresa caíram 4%, apesar de um dia favorável em Wall Street.

Apesar da queda, ninguém se arriscou a dizer que o resultado negativo estava ligado diretamente aos ataques em Paris.