Do sambódromo para o Cantareira: Saiba como Skol desvia chuva no Carnaval

A Ambev preparou uma ação de marketing em que promete induzir a chuva dos blocos da capital paulista para o sistema Cantareira

Para quem vai curtir o Carnaval em São Paulo — seja no sambódromo do Anhembi ou em blocos de rua — a Ambev promete salvar o folião da chuva.

A cervejaria diz que vai induzir a chuva para o sistema Cantareira com um avião que lançará gotículas de água nas nuvens.

Como isso é possível? Uma ação da cerveja Skol promete induzir a chuva ao jogar gotículas de água potável com diâmetro controlado no interior de nuvens “cumulus”. Quando lançadas em forma de correntes ascendentes, a empresa diz que “promove colisões e aglutinações” e forma gotas de chuva de forma 100% natural e sem impacto ao meio-ambiente.

Mas isso só é possível em nuvens com contornos nítidos e base aplainada, que sejam bem definidas e formadas em baixas altitudes e que contenham de 1 a 6 km de diâmetro. A partir de 15 minutos em que elas tiverem sido “regadas” pelo avião, a técnica induz a chuva para o local escolhido, no caso, o Cantareira.

Além de prometer salvar o carnaval dos paulistanos e turistas, a ação “Giro na Chuva” vai mostrar em tempo real, pelas redes sociais, como está o tempo nas áreas dos principais blocos da cidade.

Esta é a primeira vez que a empresa cervejeira aposta na tecnologia. É esperar para ver se a Ambev pode mesmo controlar o tempo.