Designer cria camisa para quem é de esquerda torcer na Copa

Designer mineira Luisa dos Anjos Cardoso criou peça e diz que estará à venda

Não é exagero dizer que atualmente as discussões políticas têm se tornado caso de vida ou morte. Com a polarização e os últimos acontecimentos, é comum pipocarem notícias de provocações, brigas e até assassinatos por causas políticas.

Em um cenário que muitas pessoas comparam paixão partidária com o amor de certos torcedores pelo seu clube do coração, a designer mineira Luisa dos Anjos Cardoso criou um uniforme da seleção brasileira para quem não quer ser confundido com “pato paneleiro”, como ela mesmo disse no seu Facebook em postagem removida pela própria rede.

Vermelho, com o brasão da “CBD” à esquerda e o símbolo da foice comunista na lateral, o protótipo foi criado após a prisão do ex-presidente Lula. Surgido com a brincadeira de uma amiga de Luísa que queria torcer na Copa, mas sem parecer com os manifestantes pró-impeachment, o projeto saiu da roda de conversa virtual e promete ganhar às ruas.

Em entrevista ao blog Na Vitrine do Uol, a criativa que tem um escritório em Uberlândia, disse que a peça será realmente vendida e “que sua intenção com a venda da peça – R$ 40,00 com o nome nas costas e R$ 45,00 sem o nome – não é ter lucro. Tanto que a minha margem de lucro é muito baixa, e a qualidade do material é maior”.

Por meio desta ação que utilizou o momento onde discussões políticas são protagonistas na agenda pública e jornalística do país, a jovem transmitiu sua posição de modo inovador e criativo. Por ser um posicionamento delicado, ela já recebe algumas mensagens contrárias, mas, de acordo com as suas próprias publicações e do ponto de vista mercadológico, o lançamento converte de maneira muito mais positiva do que negativa.

Conteúdo publicado originalmente no site AdNews.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Pedro Evandro Montini

    Por que não lançam uma camisa com o logo nazista também? Se a ideologia mais assassina da história pode, por que a sua irmã menor não pode?

  2. Se ela possui a licença para usar a marca, não tem problemas, usa! Mas se não tem, sorry. Outra coisa? Não quer trocar a cor da bandeira também não? P