Para fisgar flexitarianos, Burger King lança hambúrguer vegetal no Brasil

Fruto de uma parceria com a fabricante Marfrig, lanche é voltado para público amplo de dieta "flexível", um balde de água fria nos consumidores veganos

São Paulo – O Burger King lança no Brasil a partir do dia 10 de setembro uma versão a base de proteína vegetal do seu carro-chefe: o “Rebel Whopper”.

A rede foi a primeira gigante do fast-food a lançar uma versão de lanche a base de plantas nos Estados Unidos no ano passado, em parceria com a foodtech norte-americana Impossible Foods. O pioneirismo se repete no Brasil.

Mas por aqui, a empresa parceira é outra: a Marfrig, maior produtora de hambúrguer do mundo, que anunciou na semana passada sua entrada no mercado de proteína vegetal, após acordo com a norte-americana Archer Daniels Midland para produzir e comercializar produtos de proteína vegetal no Brasil.

O hambúrguer de vegetais será produzido na unidade da empresa em Várzea Grande, no Mato Grosso e parte da matéria-prima sairá da fábrica da ADM em Campo Grande. Sem revelar os ingredientes, o Burger King diz que a receita é exclusiva para a marca e que não contém alimentos transgênicos.

Veja também

Dieta nem lá nem cá

Agora, ao contrário do que pode parecer, a novidade dá um banho de água fria no público vegano, que não consome nada de origem animal. A proposta do lançamento, segundo o BK, é focar num público mais abrangente que não necessariamente é vegetariano, mas que gostaria de um sanduíche mais leve, com sabor semelhante a carne. 

O pão e a maionese que integram o lanche contêm ingredientes derivados de animais. E a opção à base de plantas será preparada no mesmo equipamento que grelha os hambúrgueres de carne bovina da rede. A investida difere, por exemplo, do modelo adotado pela rede paulistana Lanchonete da Cidade, que oferece opções 100% veganas do hambúrguer da foodtech brasileira Fazenda Futuro.

“O Brasil é um pais com alta concentração de pessoas que comem carne bovina e de acordo com pesquisas internas possui também um grande número de pessoas que se declaram flexitarianas, que são aqueles que comem carne mas que estão buscando reduzir o consumo da proteína animal”, diz o Burger King em nota ao site EXAME.

De saída, a novidade do BK estará disponível em 58 lojas da rede em São Paulo. A rede não informou se e quando produto será levado para outras praças no Brasil.