Consumidores atacam comercial do Boticário com casais gays

Muita gente ficou ofendida com os casais gays presentes na nova campanha do Boticário para o Dia dos Namorados

São Paulo – Uma onda de críticas e ataques está sobre O Boticário desde a semana passada, quando a marca lançou a sua nova campanha para o Dia dos Namorados.

No vídeo, há quatro casais, sendo dois formados por um homem e por uma mulher, um por duas mulheres e outro por dois homens.

Na trilha sonora, uma versão de “Toda forma de amor”, de Lulu Santos. A marca deixou claro que o comercial celebrava a data para todos os tipos de casais e amores.

Mas a mensagem não agradou todo mundo. Nas redes sociais e via Whatsapp, se espalharam mensagens de preconceito e ódio contra a marca. Muitos diziam que o comercial colocava em risco “a família brasileira”. 

Grupos contrários ao comercial, muitos se identificando como evangélicos, pediram boicote à marca e promoveram uma campanha para clicar em “Não gostei” no vídeo do Boticário no YouTube.

Com quase um milhão de visualizações desde o dia 25 de maio, há mais de 142 mil “dislikes” (e cerca de 130 mil “likes”).

Começou a circular nas redes sociais, inclusive, uma imagem de uma conversa no Whatsapp em que um usuário pedia o boicote e explicava o que fazer.

Na mensagem, disse: “Vamos mostrar que os valores bíblicos são mais fortes”.

(Reprodução)

Críticas

No site Reclame Aqui, uma mulher que se identificou como Patricia escreveu:

“Fiquei muito insatisfeita em assistir a um comercial onde ocorre a banalização das famílias no modelo tradicional, e onde aparecem famílias homossexuais, como se fosse normal. (…) Se tem na novela, eu mudo de canal, mas a propaganda está em todos os meios. Não quero que meus filhos assistam essa propaganda”.

No Youtube, atacaram: “A família está em risco. Precisamos mostrar a nossa força. Não podemos comprar nem consumir mais nada dessas empresas. Boicote! Precisamos mostrar que não aceitaremos LGBTs. Não temos preconceito, mas isso já é demais”, diz um dos usuários do YouTube.

Elogios

Um consumidor escreveu: “Cara, olha a quantidade de dislikes disso. Eu tenho vergonha desse pessoal. O Boticário fez uma campanha publicitária sensacional. Eles colocaram todos os tipos de casais juntos, sem puxar lado pra nenhum dos lados. Você gostando ou não, nosso planeta é assim. Apenas respeite”.

Um rapaz ironizou as críticas ao vídeo com bom humor: “Que horror esse vídeo, como é que eles passam imagens desses casais héteros se beijando? Quando é que os homossexuais vão poder assistir TV em paz sem essas palhaçadas?”

Uma mulher, católica, deixou claro que a questão não é religião, sim o ódio dos outros: “Toda forma de amor é válida. As pessoas usam ‘sou cristã e não aceito isso’ ou ‘sou evangélico e isso é um absurdo’ porém esquecem que Deus ensinou a Amar o Próximo e fim. Como vocês conseguem ter tanto ódio no coração? Será que são realmente pessoas cristãs, evangélicas e etc mesmo? Eu sou católica, frequento a Igreja, e achei esse comercial o mais lindo que já vi! Parabéns Boticário pela iniciativa”.

Resposta

A marca respondeu à consumidora que reclamou no site Reclame Aqui. Disse: “O Boticário acredita na beleza das relações, presente em toda sua comunicação”.

“O Boticário reitera, ainda, que valoriza a tolerância e respeita a diversidade de escolhas e pontos de vista”, completou.

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) defendeu a marca em sua página no Facebook: “O ódio de fundamentalistas religiosos não descansa nem numa data em que a lei é, literalmente, o amor! (…) Deixo aqui os meus parabéns e o meu like para a empresa e para o amor!”.