Conar mantém comercial da Tele Sena com Restart suspenso

Propaganda oferecia título de capitalização a um público menor de 16 anos, a quem a venda é proibida. Caso teve recurso, mas decisão foi mantida

São Paulo – O Conar manteve a decisão por suspender um comercial da Tele Sena com a banda Restart. O caso já havia sido julgado em junho deste ano, mas a Liderança Capitalização, dona da Tele Sena, fez um pedido de recurso.

O filme suspenso promovia o título, oferecendo como brinde figurinhas colecionáveis dos integrantes do grupo.

Segundo o Conar, a reclamação partiu de um consumidor que considerou inadequada a associação do produto com a banda Restart, uma vez que títulos de capitalização só podem ser vendidos para pessoas maiores de 16 anos, segundo a legislação brasileira.

Para o consumidor que abriu a representação, o filme estaria usando uma banda com significativo apelo entre adolescentes para promover o produto, inclusive com o uso de figurinhas colecionáveis, contrariando, portanto, a legislação.

A denúncia foi acolhida pelo Conar por maioria de votos, e a campanha foi sustada. A Liderança Capitalização, no entanto, recorreu da decisão, motivo pelo qual o caso foi para novo julgamento.

Em 2ª instância e por unanimidade de votos, a suspensão foi mantida.