Como a 9ine transformou Anderson Silva num fenômeno de marcas

Agenciado pela empresa de Ronaldo, lutador já tem mais um contrato de patrocínio assinado, segundo apurou EXAME.com

São Paulo – Atual campeão dos pesos médios do UFC (Ultimate Fighting Championship), o maior campeonato de artes marciais mistas do mundo, Anderson Silva sustenta uma imagem que contraria a de outros atletas da modalidade. Carismático, alegre, pai de cinco filhos e dono de inusitada voz que é alvo das brincadeiras do próprio lutador, Spider, como é conhecido, é o atual homem de ouro das marcas.

Segundo apurou EXAME.com, um novo contrato de patrocínio já está assinado, mas não deve ser comunicado antes da luta de Anderson no Rio, no próximo dia 27, quando o brasileiro, invicto há 13 combates, enfrentará o japonês Yushin Okami.

Embora os patrocinadores de Anderson sejam grandes marcas, o diretor de operações da 9ine, Evandro Guimarães, afirma que ainda há lacunas no uniforme do atleta: “A ideia é focar em poucas, mas grandes marcas, mas acho que ainda temos espaço. Marca de consumo, por exemplo,  ele tem só uma”, antecipa Guimarães.

Quando colocar os pés no octógono no HSBC Arena para defender o cinturão, daqui a pouco mais de uma semana, o lutador estará estampando os logotipos de peso do Corinthians, da Burger King e da Nike, seus patrocinadores.

Pop star

Os contratos, todos agenciados pela 9ine, fazem parte de um intenso plano da empresa de Ronaldo para dar a Anderson no Brasil a visibilidade que o atleta já possui nos Estados Unidos, país onde vive atualmente.

Assumidamente um jogador de futebol frustrado, Anderson é corintiano fanático, e já em fevereiro deste ano, quando derrotou o também brasileiro Vitor Belfort, deixou clara sua ligação com o time ao vestir uma camisa alvinegra.

Apontado por fãs como a luta do século, o confronto marcou o primeiro acordo intermediado pela 9ine, um patrocínio pontual da Bozzano, da Hypermarcas – também parceira do Corinthians -, e rendeu a Anderson 160.000 reais. Foi a primeira vez que um patrocinador brasileiro apostou no lutador.


Para a 9ine, então recém-nascida, ter iniciado suas atividades com um atleta que não era do universo do futebol também foi positivo. Muito vinculada aos gramados por causa de Ronaldo, a empresa logo se posicionou com uma agência voltada para esportes e atletas de diferentes modalidades.

Para começo de história, a empresa criou uma conta no Twitter para o lutador. “Ele não tinha perfil. Isso foi em fevereiro, no início do contrato. Hoje, é um dos lutadores com maior número de seguidores, cerca de 500.000”, diz Guimarães. 

“Faz parte do projeto investir bastante nas plataformas sociais e na área de relações públicas. Fizemos um trabalho grande para que o Anderson fosse conhecido inicialmente pelos valores que carrega como pessoa”, completa.

Acima da média

No início deste mês, Anderson passou a defender oficialmente a bandeira do Corinthians, em um contrato de 12 meses. O pacote, que comporta a criação de uma academia de MMA no Parque São Jorge, veio logo após a assinatura do atleta com a Burger King. Os valores da negociação não foram abertos. “Só posso dizer que é muito superior ao que os atletas do MMA recebem. Sabemos por sondagem que temos feito com outros atletas”, diz Evandro Guimarães.

O UFC 126, além de colocar Anderson em um patamar antes reservado apenas a jogadores de futebol no Brasil, deixou transparentes facetas interessantes da personalidade do lutador para as marcas: Spider é provocador e performático, o que colabora para o espetáculo no octógono. Na ocasião, já na pesagem, o lutador colocou uma máscara e encarou Belfort, em uma menção a “mascarado”, adjetivo atribuído a ele pelo rival. Em outra luta, no Japão, foi uma fidedigna imitação de Michael Jackson o que fez o astro brilhar.

No início do mês Anderson passou a ser o primeiro lutador brasileiro de MMA patrocinado pela Nike. A marca, que tem no portfolio outros atletas de luta, entre eles o filipino Manny Pacquiao, campeão de boxe na categoria meio-média, fornecerá o material esportivo para Spider.

Em fevereiro, Anderson fez barulho ao abater Belfort com um chute no queixo, com apenas um minuto e meio de luta. Pelo visto, Spider tem sido implacável e rápido também no octógono do marketing. E a 9ine, de Ronaldo, agradece.