Coleção Barbie À La Garçonne, da Riachuelo, valoriza diversidade

Parte de suas peças foram adaptadas para pessoas com deficiência e ao público "genderless"

São Paulo – A Riachuelo começa a vender nesta semana, em algumas lojas físicas e pelo seu site, a coleção Barbie À La Garçonne, que celebra os 60 anos da icônica boneca e também valorizam a diversidade.

Assinada pela marca À La Garçonne, que tem Alexandre Herchcovitch como estilista, a coleção traz várias peças “genderless” (para todos os gêneros) e outras adaptadas para pessoas com deficiência, desenvolvidas em parceria com a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

Essas roupas trazem bolsos embutidos e elástico ou velcro para fechar as peças, modificações que facilitam o dia a dia das pessoas com deficiência. “A Barbie para a próxima geração tem a missão de representar melhor as pessoas e o mundo. Nosso compromisso com a diversidade e a inclusão é um componente essencial”, afirma Kim Culmore, vice-presidente de design da Barbie, na Mattel, por meio de comunicado.

Entre outros detalhes relacionados à diversidade, as peças ganharam ilustrações que representam diferentes versões da boneca e a palavra Barbie escrita em diversas linguagens, como árabe, japonês e também em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras).

Para divulgar a nova coleção, foi escolhida a Obvious, que criou a campanha “Você Pode Ser Tudo Que Quiser” e reuniu as apresentadoras Sabrina Sato e Maisa Silva, as modelos Rita Carreira e Paola Antonini, a influenciadora Paloma Barbiezinha, e a gestora e empreendedora de moda inclusiva Izabelle Marques.

Também foi realizado um desfile na Casa das Rosas, em São Paulo, em parceria com a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD), com diversos modelos fora dos padrões.