Nova campanha da Vivo pede mais respeito e inclusão em 2018

Campanha de fim de ano traz histórias reais e um apelo para novos olhares com mais compreensão e respeito

São Paulo – #Repense2018. Com essa hashtag, a Vivo criou a sua campanha de fim de ano onde mostra o que já está mudando, o que mudou e o que ainda precisa mudar.

De 2017 para 2018, a marca pede que os brasileiros vivenciem novos olhares e abordagens. Sempre com mais respeito e compreensão.

Na campanha, que vai ao ar na TV aberta e fechada a partir do dia 22 e consolida o posicionamento “Menos do mesmo”, conceitos pré-estabelecidos (e, na maioria das vezes, ignorantes e preconceituosos) são revistos.

Buscas na internet são reinterpretadas de diversas maneiras. Para um atleta com síndrome de Down, “Você tem limitações” se transforma em talento/potencial/futuro.

Já para “manifestação”, baderna se transforma em atitude/direito/liberdade. Diante de uma mulher de véu islâmico (que se entende ser uma refugiada), a expressão “No meu país você é negada”  vira acolhida/feliz/bem-vinda.

A criação foi das agências Y&R e Wunderman. As agências levantaram temas contemporâneos que foram debatidos na internet ao longo do ano.

Pequenos documentários completam a campanha. Os filmes trazem as histórias reais de uma modelo plus size, uma refugiada e um bailarino com Síndrome de Down.

A Vivo divulgou o vídeo em primeira mão ao site Exame.

Assista:

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Meu sensor de esquerdice explodiu