Campanha de chocolate da Hershey’s gera polêmica e marca pede desculpas

Segundo a marca, a ideia da ação era enviar uma mensagem positiva sobre fazer o bem aos outros, mas seu desfecho não pegou nada bem

São Paulo – No ano em que completa 50 anos no México, a marca de chocolates Hershey’s lançou a campanha milionária #HacerElBienSabeBien, em que influenciadores digitais (a maioria brancos) se fotografavam ajudando pessoas de comunidades de baixa renda (a maioria pardas). 

A ideia da ação segundo a marca era enviar uma mensagem positiva sobre fazer bem aos outros, mas seu desfecho não pegou nada bem. 

Muitos dos que viram as imagens circulando nas redes sociais chamaram a investida de “classista” e “oportunista”, de acordo com o BuzzFeed.

Para os críticos, a campanha só era benéfica para os influenciadores enquanto os que mais precisavam de ajuda eram usados ​​como meros “figurantes”.

A campanha foi originalmente lançada em abril, mas só recentemente as repercussões negativas ganharam fôlego. Hershey’s possui duas fábricas no México onde 90% da produção é para consumo local e 10% para exportação.

Em resposta às críticas, a Hershey’s excluiu as imagens da campanha de seu perfil oficial no Instagram e emitiu um comunicado pedindo desculpas.

“Reconhecemos que nossa execução da campanha foi inadequada e oferecemos desculpas a todos aqueles que possamos ter ofendido”, diz a marca. “A campanha foi imediatamente suspensa e lamentamos não ter transmitido corretamente nossa mensagem.”