Botafogo processa Porta dos Fundos por uso indevido de marca

Time carioca ganhou primeira etapa do processo contra canal de humor

São Paulo – O Botafogo venceu, em uma primeira etapa, seu processo contra o canal de humor Porta dos Fundos.

No começo de junho, os humoristas foram notificados pela Justiça que o time carioca exigia que o vídeo “Patrocínio” fosse retirado do YouTube

Eles acataram ao pedido, já que a multa diária por deixá-lo no ar era de 100 mil reais. 

O vídeo, de 28 de maio, tirava sarro do excesso de patrocínios e parceiros presentes na camisa dos jogadores de futebol. No episódio,aparece a camisa do Botafogo, assim como a camisa do Flamengo.

O Botafogo alegou uso indevido da marca e continuará com um processo que pede 10 milhões de reais em indenização. Esse valor tem como base o valor de um contrato de patrocínio.

“O Botafogo se dá por satisfeito em parte. Esse era um dos pedidos do nosso processo: retirada imediata do ar, pois representava uso indevido da marca do clube. O Porta dos Fundos mostrou ao menos um ato de responsabilidade e o retirou. Dessa data em diante não corre mais risco de ser multado em R$ 100 mil por dia. Foram cautelosos e tiraram”, disse o vice jurídico do Botafogo, Domingos Fleury, em entrevista ao portal UOL.

Fleury disse ainda que o valor pode aumentar, se perceberam o quanto vale a exposição da marca naquela mídia.

Geralmente, o Porta dos Fundos (com mais de 7 milhões de fãs no Facebook), conquista dois milhões de visualizações em seus vídeos facilmente, cerca de dois dias após sua estreia. É um dos maiores casos de sucesso do YouTube brasileiro.

Para os advogados do time, houve exploração indevida da marca do clube. Eles ainda notificaram o Flamengo por ter participado do vídeo, já que eles alugaram o campo para a gravação.

O Flamengo disse que apenas cedeu o espaço. Contudo, a nova camisa do time, da Adidas, apareceu pela primeira vez no vídeo e foi lançada oficialmente hora depois. Assim, a suspeita é de que eles teriam feito um acordo de exposição de marca com os humoristas.