Bola da Copa de 2014 pode se chamar Gorduchinha

Em homenagem a Osmar Santos, os amigos do radialista lançaram campanha para escolher nome da bola oficial do torneio

São Paulo – A próxima Copa do Mundo acontece só em 2014, mas um nome já desponta para substituir a Jabulani de 2010. Em homenagem a Osmar Santos, os amigos do radialista lançaram uma campanha para que a bola oficial do torneio se chame “Gorduchinha”, bordão característico de suas narrações, quando entoava Ripa na Xulipa! Pimba na Gorduchinha!”.

A ideia surgiu no ano passado, quando o publicitário Delen Bueno, da Rádio Globo, almoçava com ex-locutor e sugeriu: Osmar, vamos colocar o nome da bola de Gorduchinha? Ele aprovou. Logo, o grupo que os acompanhavam na mesa resolveu abraçar a causa e, daí em diante, teve início a movimentação para divulgar a ação. Nada foi previamente combinado. Segundo Bueno, a corrente se disseminou de forma espontânea.

Perfis criados no Twitter e no Facebook – que conta com o o apoio de 10 administradores – ajudaram a popularizar a campanha.

Em 28 de julho, dia da comemoração dos 62 anos do radialista, o movimento estourou e ganhou repercussão nacional.

Osmar Santos sofreu um acidente grave em 1994. Quando viajava de Marília para Lins, teve o carro atingido por um caminhão, batida que deixou sequelas e afetou diretamente a ferramenta de trabalho que utilizava: a voz.

O vocabulário de Santos ficou limitado, mas o papel desempenhado por ele marcou o Brasil e a história da comunicação, tanto que ganhou o título de O Pai da Matéria.

A reportagem conversou com Delen Bueno sobre a iniciativa. Confira.

Por que chamar a bola da Copa de 2014 de Gorduchinha?

Delen Bueno: O Osmar é um exemplo de superação desde o começo. Ele superou as dificuldades para virar locutor, superou os locutores da época porque criou um estilo diferente de fazer narração, superou a ditadura – porque foi o locutor esportivo das Diretas Já, em 84 – e superou a doença, porque ele sofreu um acidente gravíssimo e não se abalou em nenhum momento.


Ele tem carisma e alegria até hoje. É por isso que as pessoas têm abraçado a ideia da Gorduchinha. Algumas abraçam porque gostam de futebol, outras porque acham que o Osmar teve um papel político fundamental e outras se identificam com a superação dele após o acidente.

Qual foi a reação do Osmar?

Delen Bueno: Ele está super feliz! A única coisa em que o acidente o afetou foi no vocabulário. Atualmente ele fala 100 palavras, mas se lembra de tudo. Se eu apresentar você para o Osmar Santos e depois ele te encontrar, vai falar: ‘Rádio Globo’, porque foi o Delen, da Rádio Globo, que a apresentou a ele.

Se você apresentar um jogo de 77 do Corinthians, ele se lembra. O Osmar vai à rádio, quer tirar foto, acessa o Twitter e a gente mostra as declarações no Facebook.  Ele fica emocionado!

E o público?

Delen Bueno: Quem nunca chamou uma bola de Gorduchinha? Acredito que a aceitação vai ser bem grande, como já está sendo. Para você ter uma ideia, do dia 28 de julho até hoje, dia 11, 40 mil pessoas acessaram o Facebook do Osmar. O mais importante é que as pessoas não se esqueçam de dar o ‘curtir’ na página e compartilhar.

Como a ideia se popularizou?

Delen Bueno: A partir das redes sociais, vários veículos de comunicação começaram a falar sobre o assunto no ar. Os perfis no Facebook e no Twitter têm muito conteúdo relacionado ao Osmar, como narrações históricas, fotos dos quadros que ele pinta atualmente, fotos com os amigos. O público começou a ver que é uma campanha verdadeira, feita por amigos. O bacana do Facebook é que é a rede é feita pelo público.



A Gorduchinha tem algum concorrente?

Delen Bueno: Já ouvi falar na bola Samba, que foi um movimento bem pequeno se comparado com a repercussão da Gorduchinha, mas muita gente escreve brincando que a bola poderia se chamar Jaburlamos (Risos).

Como é feita a campanha comunicacional da Gorduchinha? Vocês vão expandi-la?

Delen Bueno: Muitos amigos têm me ligado porque eles querem criar o logotipo, desenvolver uma faixa para levar ao estádio. Estão pintando muitas ideias. Tem gente que também quer gravar um CD com os gols do Osmar. O próximo passo agora é ter uma logomarca. Acredito que nas próximas duas semanas ela vai aparecer no Facebook, no Twitter e a campanha vai ganhar mais corpo ainda. 

Isso tudo está sendo feito de forma colaborativa ou tem algum patrocínio?

Delen Bueno: Tudo de forma colaborativa. Amigos de todas a áreas, de todas as rádios, todos os grupos de rádio.

Mas pode vir a ter algum incentivo?

Delen Bueno: Como o Osmar teve muitos parceiros comerciais durante a carreira, se alguma ideia surgir estamos à disposição. Se algum amigo quiser colaborar com a campanha, também estamos abertos. E em 2014 é Ripa na Xulipa e Pimba na Gorduchinha!

Confira os vídeos sobre Osmar Santos: