Bayer pagará US$ 3,3 milhões por propaganda enganosa

Publicidade do laboratório mostrava coquetel de vitaminas que prevenia contra o câncer sem comprovação

Frankfurt – O laboratório farmacêutico alemão Bayer deve pagar 3,3 milhões de dólares a três estados americanos por ter propagado sem provas científicas as propriedades anticancerígenas de um coquetel de vitaminas.

O grupo havia promovido essas vitaminas “One a Day Men’s” como componentes que ajudariam na redução dos riscos de câncer de próstata, em publicidades usando jogadores da Liga Nacional de Baseball como modelos.

O laboratório “sabia ou deveria saber que seu coquetel de vitaminas não reduz os riscos de desenvolver este câncer, e que grandes doses de certas vitaminas podem até mesmo aumentar o risco para alguns homens”, escreveu a procuradora de Illinois Lisa Madigan no veredicto.

O grupo que inventou a aspirina deve pagar 3,3 milhões de dólares aos estados de Illinois, Califórnia e Oregon, que serão destinados principalmente a propagandas contendo informações corretas para os consumidores, segundo um acordo judicial.