Estes foram os esportes mais assistidos das Paralimpíadas

“Em média, as pessoas assistiram 32 minutos diários da competição, que pela primeira vez foi sediada na América Latina”, analisa diretora do IBOPE Media

A Paralimpíada 2016 acabou no último domingo (18) e, assim como a Olimpíada, conquistou os brasileiros. Este sucesso também se repetiu na TV, com destaque para o basquete, atletismo e natação, modalidades que tiveram o maior número de pessoas que assistiram ao menos 1 minuto do evento, de acordo com a Kantar IBOPE Media.

Em um ranking geral, as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos foram os eventos que impactaram o maior número de pessoas, considerando os que sintonizaram as transmissões da Paralimpíada por, ao menos, um minuto.

Ainda de acordo com o levantamento da Kantar IBOPE Media, 49,4% dos domicílios que assistiram as transmissões dos Jogos são da classe AB, sendo 70,7% dos indivíduos maiores de 35 anos. O público foi balanceado: 50,9% homens e 49,1% mulheres.

Para Fábia Juliasz, diretora de Video Audience Measurement da Kantar IBOPE Media, as 72 medalhas dos atletas brasileiros na Paralimpíada engajaram também o telespectador.

“Em média, as pessoas assistiram 32 minutos diários da competição, que pela primeira vez foi sediada na América Latina”, analisa a executiva.

Audiência no Twitter

A transmissão televisiva da Paralimpíada do Rio também se destacou na internet. De acordo com dados do Kantar Twitter TV Ratings no Brasil, as modalidades mais comentadas na rede social durante os Jogos foram atletismo, natação e vôlei.

O nadador Daniel Dias, recordista mundial e maior medalhista do país, foi o atleta mais mencionado no Twitter. As hashtags mais utilizadas foram #cerimôniadeabertura, #rio2016, #cerimôniadeencerramento, #jogosparalimpicos e #ouro.

As mensagens publicadas ainda mostraram o apoio da torcida: 24,1% dos tuites continham sentimentos positivos, contra apenas 2,8% negativos.