Apple terá de “fazer propaganda” para a Samsung

Americana também deverá distribuir anúncios em revistas e jornais britânicos dizendo que a Samsung não copiou projeto do iPad

São Paulo – O juiz britânico Colin Birss – o mesmo que decidiu que a Samsung não havia plagiado a Apple no modelo Galaxy Tab – ordenou agora que a Apple deverá emitir um anúncio informando que a Samsung não copiou seu projeto para o iPad.

A nota deverá detalhar a decisão da corte do dia 9 de julho, que indeferiu a ação judicial da Apple contra o Galaxy Tab da Samsung. Na data, Colin Birss chegou a dizer que o projeto do tablet da Samsung não era tão “legal” quanto o da Apple.

A companhia americana terá de veicular o comunicado em seu site oficial no Reino Unido pelo período de 6 meses e também distribuí-lo por revistas e jornais britânicos, de acordo com o Mashable.

A medida serve, segundo Birss, para corrigir qualquer má impressão de que a companhia sul-coreana tenha copiado a rival americana. 

Mas o que a decisão do juiz representa para a Apple? Bem, essencialmente, a Apple terá de veicular um comunicado que serve como propaganda – já que é positivo para a Samsung – no Reino Unido, algo que não é bom para os negócios da americana.

A Apple terá de publicar “uma propaganda” para a Samsung, disse Richard Hacon, um advogado da Apple, à corte. “Nenhuma companhia gosta de se referir a uma rival em seu próprio website”.