Após mais de um século, Nabisco “liberta” animais de jaula

Pacotes de tradicional guloseima da marca retratavam animais enjaulados em um vagão de circo. Mas os tempos mudaram

São Paulo – A marca de biscoitos e salgadinhos Nabisco anunciou uma mudança histórica na embalagem de um dos seus produtos clássicos vendidos nos Estados Unidos, o Barnum’s Animals.

Após 116 anos, o biscoito na forma de animais agora estampa na caixa girafas, leões e elefantes “andando livremente” na natureza, e não mais aprisionados em vagões de um trem de circo. 

A mudança é motivada pela organização de direitos dos animais PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), que desde abril de 2016 tem pressionado a Mondelez, empresa controladora da Nabisco, a mudar o design da embalagem sob o argumento de que desenho reforçava a ideia de que animais servem para entretenimento. 

Como sugestão, o grupo enviou a imagem abaixo para a empresa:

A PETA submeteu esta imagem à Nabisco com um pedido para que atualizasse sua embalagem.

A PETA submeteu esta imagem à Nabisco com um pedido para que atualizasse sua embalagem. (PETA/Divulgação)

“Quando a PETA falou sobre o Barnum’s, vimos isso como uma grande oportunidade para continuar a manter nossa marca moderna e contemporânea”, disse Jason Levine, diretor de marketing da Mondelez para a América do Norte, em um comunicado.

“Grandes vitórias podem vir em pequenos pacotes, e não importa onde procuremos, encontramos novas evidências de que as pessoas estão adotando a compaixão pelos animais como nunca antes”, comemorou a PETA em resposta à mudança.

A entidade disse ainda que a nova caixa “reflete perfeitamente que nossa sociedade não tolera mais enjaular e acorrentar animais exóticos para shows de circo” e lembra que vários circos que usavam animais selvagens fecharam nos últimos anos, como o Ringling Bros. e Barnum & Bailey Circus.

As embalagens antigas mostravam os animais em jaulas.

As embalagens antigas mostravam os animais em jaulas. (Mondelez/Reprodução)