AmBev consegue liminar contra anúncio da Kaiser

São Paulo – A fabricante de bebidas AmBev conseguiu uma liminar na Justiça que proíbe a veiculação do filme publicitário e do site na internet da campanha do teste cego da Kaiser. A campanha mostra o resultado de um teste cego que compara várias marcas de cerveja (Antarctica, Brahma, Kaiser, Nova Schin e Skol), no qual a Kaiser teria sido a preferida dos consumidores. A pesquisa apresentada pela Femsa – fabricante da Kaiser – no filme publicitário foi promovida pelo Instituto de Pesquisa Datafolha e teve auditoria da Ernst & Young, segundo a empresa. A campanha foi desenvolvida pela agência Fisher+Fala!.

Segundo a liminar, o argumento da AmBev é o de que ela não autorizou a veiculação de suas marcas (Antarctica, Brahma e Skol) na campanha e de que não tinha conhecimento do teste cego, sem participação no processo de auditoria. Logo, a AmBev afirma que não pode garantir a idoneidade do teste e considera, por isso, que a campanha pode causar prejuízo material e moral. O argumento foi acatado pela juíza Gláucia Mansutti, da 2ª Vara Cível de São Paulo, que determinou a suspensão da campanha, sob pena de multa diária de R$ 10 mil em caso de descumprimento.

A Femsa informou que vai recorrer da decisão. Para o diretor jurídico da Femsa, Eduardo Lacerda, a juíza não considerou, em seu despacho, uma decisão de junho deste ano do Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo, permitindo a realização de campanha comparativa e estabelecendo algumas regras para esse tipo de propaganda.