Ambev ajuda empresas a diminuir o consumo de energia elétrica

Para participar, a empresa se cadastra gratuitamente e responde 164 perguntas divididas em seis pilares

São Paulo — Nos últimos oito anos a fabricante de bebidas Ambev diminuiu seu índice de consumo de energia em 13%.

Uma das principais estratégias foi a criação de um manual de eficiência energética com procedimentos padronizados implementados nas cervejarias. Um exemplo de prática é a substituição de 20 mil luminárias de vapor metálico por LED, o que gerou economia média de 60% na iluminação.

A partir desses resultados é lançada a Save Energia (SaveE), uma ferramenta grátis para ajudar outras empresas a reduzirem o consumo de eletricidade em suas operações.

Para participar, a empresa se cadastra e responde 164 perguntas, divididas em seis pilares: gerais, perfil de consumo, escritórios/administrativo, produção, armazenagem e outras.

As duas primeiras categorias traçam um perfil geral sobre a empresa e, nas demais, a plataforma avalia o quadro energético de cada área. Em produção, por exemplo, são feitas perguntas sobre a energia consumida com iluminação, torres de resfriamento e vácuo.

O questionário filtra as perguntas de acordo com o perfil e o cenário de cada empresa. Então, não necessariamente, todas as 164 perguntas precisarão ser respondidas. A partir disso, a empresa pode monitorar periodicamente os resultados e estabelecer metas de redução.

“Decidimos compartilhar os conhecimentos em gestão de energia elétrica porque entendemos que todos ganham: as empresas, cujas operações se tornam mais econômicas, e o meio ambiente”, afirma Wellington Catosso, especialista de sustentabilidade e suprimentos da Cervejaria Ambev.

O SaveE foi inspirado no SAVEh, o sistema de autoavaliação da eficiência hídrica, também da Ambev. Cerca de 160 companhias são cadastradas nessa ferramenta e reduziram em média 18% do consumo de água em 2018.

Ambas as plataformas são iniciativas internas da companhia que foram criadas por um esforço conjunto de diferentes áreas. As informações fornecidas pelas empresas são absolutamente sigilosas e serão utilizadas somente para acompanhamento da redução de consumo e do plano de ação.