A resposta de Doria ao comercial incômodo da Amazon

O prefeito tem sido alvo de elogios e críticas por seus pedidos de doações à iniciativa privada

São Paulo – Após ser alfinetado nesta segunda-feira (27) por um novo comercial da Amazon no Brasil, que questiona o “cinza” supostamente deixado pela administração municipal em São Paulo, o prefeito João Doria adotou um tom duro em um vídeo publicado em seu Facebook.

“Eu acabei de assistir ao comercial que a Amazon fez para seu produto, o Kindle”, introduz o prefeito, antes de fazer uma espécie de desafio à empresa. “Já que a Amazon gosta tanto de São Paulo, do Brasil, ajude nossa cidade, ajude a quem precisa. Se vocês gostam realmente, doem livros para as bibliotecas, doem computadores para as escolas públicas e municipais”.

Na legenda de seu post, Doria ainda argumenta que “existem várias formas de a Amazon ter uma postura cidadã autêntica e não oportunista”.

Quem aproveitou a oportunidade foi a Kabum!, que decidiu aceitar o desafio e doar computadores às escolas municipais.

Críticas e elogios

O prefeito tem sido alvo de elogios e críticas por seus pedidos de doações à iniciativa privada. No caso mais recente, a prefeitura lançou uma campanha para arrecadar recursos de empresas para a criação de vagas em creches.

No início do mês, a administração municipal recebeu uma proposta da cervejaria Ambev para reformar as sete quadras esportivas do Parque Ibirapuera.

Nesta terça-feira (28), as placas eletrônicas de publicidade do Itaquerão exibirão, durante o jogo do Brasil contra o Paraguai, a logomarca do programa Cidade Linda, projeto indiretamente criticado pelo comercial da Amazon

Vale lembrar que, apesar de ser líder no mercado de venda de livros, a gigante americana comandada pelo empresário Jeff Bezos não produz computadores. Ainda assim, alegam defensores do político, isso não impediria que a empresa fizesse esse tipo de doação.

Confira a seguir o vídeo publicado pelo prefeito: