12 notícias de marketing que você talvez não tenha visto

Fusca, Gillette, Oscar, Ferrari e atletas criminosos (outros nem tanto) estão entre os destaques desta semana

Vintage. Na próxima segunda-feira, dia 25, a Volkswagen estreia campanha para apresentar o Novo Fusca 2013, e dessa vez nada de cenários modernos e chavões do segmento automobilístico: como uma reconstituição de época do Viaduto do Chá em São Paulo, os comerciais voltam para a década de 1970, com direito a participação de Mussum e Rivelino.

“QueroVerRaspar”. A campanha da Gilette para incentivar a depilação masculina não agradou parte do público. Sob o mote “Quero Ver Raspar”, e com a participação da estrela sul-coreana Psy, o comercial foi parar no Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) após denúncias de consumidores por “preconceito contra peludos”.

Tapete vermelho. Este ano, além dos executivos de Hollywood, entre os mais satisfeitos com a cerimônia do Oscar estarão os publicitários. Os anunciantes voltaram à pagar à ABC, detentora dos direitos de transmissão, os preços mais altos desde 2008: pelo menos 1,8 milhão de dólares por 30 segundos de aparição.

Reinado. O Brand Finance divulgou nesta semana o ranking com as 10 marcas mais poderosas do mundo. A vencedora é uma tradicional conhecida: a Ferrari, cujo reinado de luxo subsitituiu a Apple – surpresa do ano, caindo do primeiro lugar para o décimo em comparação à pesquisa de 2012.

Com los terroristas (nacionais). Ao som da música do produtor nova-iorquino Baauer, o Harlem Shake tornou-se o maior viral espontâneo do começo de 2013. Mas nenhum meio aderiu tão instantaneamente quanto as agências publicitários, inclusive as brasileiras. Assista a seleção de gravações de Wieden+Kennedy, TBWA, DM9DDB, nova/sb, e outras.

Esporte. Não demorou muito: a Nike anunciou em comunicado oficial a suspensão do seu contrato de patrocínio com o atleta olímpico e paralímpico Oscar Pistorius, acusado de matar a namorada a tiros. A história não é inédita: outras empresas sentiram na pele o risco de associar sua imagem a estrelas. Confira os casos de 11 atletas que perderam patrocinadores após escândalos.


Estatuetas. Google lançou um endereço para celebrar os filmes mais premiados do ano, além de se colocar como uma ferramenta adicional para curtir a premiação. No site estão reunidas informações dos indicados, com vídeos, apostas e um Google Maps com as locações utilizadas nos filmes.

Gigante. O maior (literalmente) lançamento da Lacta para deste ano é o ovo “Bis Xtra”, com exatos três quilos de chocolate ao leite, uma edição especial inspirada no Bis.

Na tela. A realidade aumentada não é novidade.  Mas num mundo mobile, a plataforma comprova ser uma boa forma de engajar-se com os consumidores. Confira 15 campanhas inteligentes que fizeram uso da técnica.

Heineken. A Heineken queria contratar um estagiário para atuar nos eventos que patrocina e para isso realizou uma entrevista de emprego nada convencional com 1734 candidatos. Só que a seleção incluia (muitas) pegadinhas e situações inusitadas. Quatro finalistas tiveram uma surpresa durante jogo do Juventus e do Chelsea.

Corinthians. A Wolff Sports & Marketing acaba de fechar o patrocínio da Joli e LDU do Brasil para as duas partidas do Club Deportivo San Jose contra o Corinthians na Taça Libertadores da América 2013.

Direitos. Anistia Internacional, presente em cerca de 150 países há mais de 50 anos, volta a ter um escritório no Brasil após dez anos. A organização, que tem os Direitos Humanos como foco de trabalho, tem o apoio da DM9Rio na sua comunicação.