Kerry diz que ainda não há acordo de cessar-fogo em Gaza

Kerry anunciou que se reunirá no sábado em Paris com homólogos do Catar e da Turquia e com diplomatas britânicos e franceses para discutir trégua

Cairo – O secretário de Estado americano, John Kerry, declarou nesta sexta-feira que não se chegou a um acordo de cessar-fogo na Faixa de Gaza, onde pediu ao lado do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, uma trégua humanitária de sete dias.

Em uma entrevista coletiva à imprensa, Kerry anunciou que se reunirá no sábado em Paris com seus homólogos do Catar e da Turquia, e com diplomatas britânicos e franceses, para seguir discutindo uma trégua entre o movimento radical palestino Hamas e Israel.

O chefe da diplomacia americana explicou que as divergências entre ambas as partes estavam relacionadas basicamente à “terminologia” sobre um cessar-fogo, embora tenha dito que existe “um marco geral” para uma trégua.

Kerry afirmou também que não tinha chegado a entregar uma “proposta formal” para uma trégua em Gaza.

Já o ministro egípcio das Relações Exteriores, Sameh Shukri, disse que “nenhuma das duas partes mostrou a vontade necessária para negociar”

Antes da coletiva, a televisão pública israelense já havia anunciado que o Conselho de Segurança de Israel tinha rejeitado “em seu formato atual” a proposta de cessar-fogo de Kerry.

Desde o início do conflito, no dia 8 de julho, a ofensiva israelense causou a morte de quase 850 palestinos, incluindo cerca de 200 crianças, enquanto Israel perdeu 36 soldados. Três civis também morreram em Israel atingidos por foguetes disparados a partir da Faixa de Gaza.