Hungria expulsou quase 5 mil refugiados este ano

As autoridades húngaras indicaram que nesse mesmo período foram registradas 160.275 solicitações de asilo

Budapeste – A Hungria expulsou este ano quase cinco mil refugiados, principalmente por não terem solicitado asilo no país ou por seus pedidos terem sido negados, informou a polícia húngara nesta quarta-feira.

“Este ano as autoridades expulsaram entre quatro e cinco mil refugiados”, disse László Balázs, diretor de defesa de fronteira da direção geral da polícia húngara, segundo a agência “MTI”.

Desde janeiro foram interceptados 172.821 imigrantes que cruzaram a fronteira pela Sérvia.

As autoridades húngaras indicaram que nesse mesmo período foram registradas 160.275 solicitações de asilo, a maioria de refugiados de países em conflito como Síria e Afeganistão.

Todos os refugiados com os quais a Agência Efe conversou nos últimos dias insistiram, no entanto, que seu principal temor é a polícia húngara os identificar e pegar seus dados, já que isso pode fazer com que sejam devolvidos à Hungria quando chegarem a outro país da União Europeia.

A legislação europeia estabelece que o primeiro país da UE em que o imigrante entra que deve atendê-lo e realizar os trâmites de asilo.

No ponto de reunião da cidade de Röszke, perto da fronteira com a Sérvia, muitos refugiados são obrigados a passar a noite, esperando para serem transferidos a algum dos centros de identificação.

Há muita tensão ali, e nos últimos dias grupos de refugiados tentaram fugir, devido às longas esperas e as más condições de abrigo.