Entenda as diferenças entre os cursos de MBA e MPA

Os dois cursos de pós-graduação possuem objetivos, pré-requisitos e benefícios diferentes para cada momento da vida profissional do estudante

De um lado, o MBA executivo, um curso criado para as demandas dos profissionais em cargos gerenciais. As disciplinas são voltadas para pensar a organização de forma holística e estratégica. De outro, o mestrado profissional em administração, procurado por profissionais mais interessados em se aprofundar em questões teóricas e em desenvolver estratégias e ferramentas conceituais para os desafios que se apresentam no dia a dia. No Insper, instituição referência no país em ambas as modalidades de pós-graduação, MBA e MPA se parecem na sigla e se diferenciam em uma série de fatores. Conheça abaixo o perfil desses dois cursos:

Master in business administration (MBA)

Tipo de curso: pós-graduação lato sensu.
Pré-requisito: pelo menos cinco anos de experiência no mercado, em funções gerenciais.
Público-alvo: gestores. “Boa parte das aulas é conduzida com base em debates entre os alunos”, explica Carlos Montenegro, ex-aluno do MBA que trabalha na área de operações de uma empresa que investe em real state. “O MBA requer um nível de energia e dedicação muito elevado. O processo seletivo é criterioso e a qualidade dos professores e dos alunos, muito boa.”
Objetivo: prepara para dirigir negócios ou empreendimentos, gerenciando e alocando recursos de maneira eficiente, pensando a organização de forma estratégica, holística e sustentável. “O curso atende profissionais de diferentes formações, incluindo engenheiros, economistas, médicos e advogados”, afirma Guy Cliquet, coordenador dos cursos de pós lato sensu do Insper. “O MBA tem como propósito formar profissionais com uma visão ampla de negócios.”
Duração: dois anos.
Exemplos de disciplinas: gestão estratégica, métodos quantitativos para tomada de decisão, economia de empresas, comportamento organizacional e gestão de pessoas, gestão de operações de manufatura e serviços.
Atividade de conclusão: um business game coloca os alunos para simular o desafio de gerenciar uma empresa aplicando os conceitos e habilidades aprendidos ao longo do curso.

Mestrado profissional em administração (MPA)

Tipo de curso: pós-graduação stricto sensu.
Pré-requisito: dois anos de experiência em diferentes posições do mercado de trabalho.
Público-alvo: consultores, analistas estratégicos, analistas de private equity, profissionais envolvidos com venture capital, analistas de políticas de concorrência, gestores, diretores e demais profissionais que necessitem de sólidos conhecimentos e ferramentas de análise estratégica. “Costumamos atender desde alunos muito jovens quanto profissionais mais velhos, que estão em transição na carreira para se tornar consultores ou abrir seus próprios negócios”, explica o coordenador do curso de MPA do Insper, o professor Silvio Laban. “É um perfil menos homogêneo do que os alunos do MBA.”
Objetivo: desenvolver no aluno a habilidade de aplicar conceitos de estratégia em situações reais. “O mestrado tem a proposta de aumentar a capacidade conceitual e analítica para resolver problemas complexos”, diz Silvio Laban. “O MPA e o MBA são cursos complementares, voltados para momentos diferentes da carreira profissional. O Insper, aliás, tem essa característica de oferecer alternativas para todos os momentos da carreira.” O curso de MPA, inclusive, é reconhecido com nota máxima pela Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e é possível obter dupla titulação ao fazer o segundo ano do curso na Universidade Nova de Lisboa.
Duração: dois anos.
Exemplos de disciplinas: economia gerencial, estratégia competitiva, dinâmica organizacional, estratégia corporativa e organizacional, avaliação de empresas.
Atividade de conclusão: apresentação de uma dissertação.

Lato sensu x stricto sensu

Lato sensu: programas de especialização voltados a profissionais com formação superior, também incluem os cursos de Master in Business Administration (MBA). Com duração mínima de 360 horas, no final do curso, o aluno recebe um certificado de pós-graduação.
Stricto sensu: programas de mestrado e doutorado abertos a candidatos diplomados em cursos superiores de graduação que atendam às exigências das instituições de ensino e ao edital de seleção dos alunos. No final do curso, o aluno recebe um diploma, e com o título de mestre ou doutor há a possibilidade de iniciar a carreira como docente.

Fonte: portal MEC