VW Santana pode ganhar sobrevida na China

Site diz que nova geração deve chegar em 2012

São Paulo – O Santana deixou de ser produzido no Brasil em 2005, mas ainda é um sucesso absoluto de vendas na China. Por lá, o veterano sedã é produzido em parceria com a SAIC (as leis locais exigem que as montadoras estrangeiras se associem a empresas chinesas para vender carros) e ocupa o posto de modelo mais vendido do país, superando concorrentes muito mais modernos.

Diante de tamanha aceitação, a VW estaria estudando dar uma sobrevida ao modelo, antes programado para sair de linha em 2012. Segundo o site China Car Times, a plataforma do sedã pode ser aproveitada em um dos futuros modelos da parceria formada por VW e SAIC.

O Santana estreou na China em 1982 e tornou-se um dos modelos mais populares entre os chineses desde então. Em 1991, foi lançado o Santana 2000 e, em 2004, a Volkswagen promoveu uma reestilização no carro, que ganhou o nome de Santana 3000. Quatro anos depois, a empresa aproveitou os Jogos Olímpicos realizados em Pequim para introduzir o Santana Vista, que é vendido até hoje.

Embora tenha preservado o mesmo design há alguns anos, o modelo ganhou itens modernos, como teto solar elétrico e airbag. Na China, o sedã tem três opções de motorização (1.6, 1.8 e 2.0) Caso realmente ganhe uma nova geração, o Santana continuará atendendo frotistas, taxistas e a polícia chinesa, que formam a clientela fiel do modelo da Volkswagen.