“Trocaria todos os troféus da minha carreira pelo desta Copa”, diz Modric

Meio-campista reconheceu que a seleção croata não era tida como uma das possíveis finalistas da Copa do Mundo da Rússia

Moscou – Candidato a ser eleito o melhor jogador desta Copa do Mundo, Luka Modric exaltou nesta sexta-feira a importância de conquistar o título pela Croácia na final de domingo, contra a França, que começa às 12 horas (de Brasília), no estádio Luzhniki, em Moscou.

Ao ser questionado sobre a importância da partida, o meia do Real Madrid destacou que aceitaria abrir mão de todas as taças de sua carreira caso isso fosse uma condição para se tornar campeão do mundo pela seleção croata.

“Nós daremos o nosso melhor para levantar o troféu, esta é uma oportunidade única. Eu trocaria todos os troféus da minha carreira por este da Copa. Nós estamos prontos para a França”, afirmou Modric, em entrevista à Fifa, que teve um pequeno trecho de seu conteúdo revelado pelo site oficial da entidade nesta sexta.

O meio-campista ainda reconheceu que a seleção croata não era tida como uma das possíveis finalistas deste Mundial, mas enfatizou que agora a confiança é grande para assegurar o troféu. “Ninguém esperava que alcançássemos a final, mas nós não vamos parar agora”, prometeu o craque, que também é o capitão de sua seleção.

Em sua carreira como jogador de clube, Modric foi três vezes campeão croata, ganhou duas taças da Copa da Croácia e ainda um troféu da Supercopa do país. Todos estes títulos foram obtidos com a camisa do Dínamo Zagreb. Depois disso, ele não conseguiu ganhar nenhum torneio como atleta do Tottenham, que ele defendeu entre 2008 e 2012. Porém, na sequência de sua trajetória, enfileirou feitos pelo Real Madrid.

São 14 títulos pelo clube espanhol, sendo quatro deles da Liga dos Campeões e três do Mundial de Clubes da Fifa. Mas nenhuma destas taças é tão importante quanto a que estará em jogo neste domingo, na capital russa, onde ele poderá viver o capítulo mais glorioso de toda a sua carreira.