Tom Cruise se diz “arrasado” por divórcio

Segundo publicou nesta segunda-feira a edição digital da revista "People", o ator, "não fazia ideia de que isso aconteceria", informou uma fonte próxima a Cruise

Los Angeles – O ator Tom Cruise ficou “arrasado” e com o coração “partido” depois de saber que sua esposa, a atriz Katie Holmes, apresentou um pedido de divórcio na sexta-feira passada, após cinco anos de casamento.

Segundo publicou nesta segunda-feira a edição digital da revista “People”, o ator, que rodava o filme “Oblivion” na Islândia quando soube da notícia, “não fazia ideia de que isso aconteceria”, informou uma fonte próxima a Cruise.

O site “TMZ.com”, especializado em notícias sobre famosos, afirmou que Katie solicitou a um tribunal de Nova York a custódia única da filha que tem com Cruise, Suri, de seis anos. Para isso, contou com a ajuda de seu pai, Martin, advogado e quem a ajudou a definir seus passos no caso.

“Ela é uma pessoa forte e toma suas próprias decisões”, comentou à “People” uma fonte próxima à atriz, que acrescentou que a decisão de seguir adiante com o divórcio, para o qual alegou “diferenças irreconciliáveis”, é “irreversível”.

Segundo a imprensa americana, Katie decidiu alugar um apartamento em Nova York para ela e sua filha antes de apresentar o pedido de divórcio.

“A principal preocupação de Katie é, como sempre, o que for mais importante para sua filha. Esse é um assunto pessoal e privado para Katie e sua família”, disse seu advogado, Jonathan Wolfe, em comunicado.

Também segundo o “TMZ.com”, o casamento pode ter chegado ao fim devido a divergências em torno da Cientologia e um suposto temor da atriz de que sua filha, Suri, fosse influenciada demais pela religião do pai.

O portal publicou que a atriz suspeita até de que membros da religião de Cruise estejam seguindo-a desde que seus planos de divórcio se tornaram públicos, na sexta-feira, o que foi desmentido por membros da Igreja.

Cruise contratou o advogado Bert Fields, o mesmo que convocou no processo de divórcio de Nicole Kidman, em 2001. Segundo o jornal “Newsday”, ele tentará transferir o caso de Nova York, onde é mais fácil que Katie obtenha a custódia única de Suri, para a Califórnia, onde solicitaria a custódia compartilhada.

“Espero que não seja um caso litigioso”, disse Fields ao diário “Los Angeles Times”. “Sei que Tom não é uma pessoa particularmente competitiva”, acrescentou.