Tite admite que não tem a dimensão do título da Libertadores

O técnico deixou claro que a "ficha ainda não caiu" depois da conquista inédita na história centenária do Corinthians

São Paulo – O técnico Tite, campeão da Libertadores com o Corinthians, nesta quarta-feira, deixou claro que a “ficha ainda não caiu” depois da conquista para treinador e clube.

“A dimensão do título eu não tenho ainda. Eu só vou ter amanhã”, disse o treinador em entrevista coletiva após a partida. ‘Eu só quero ir para casa comemorar com a minha família’, revelou Tite.

O comandante alvinegro exaltou a sua equipe, afirmando que não há qualquer contestação sobre o título do Corinthians neste ano. ‘Esse negócio de sorte de campeão é a maior maneira de desprezar o trabalho de alguém. Ela (a equipe corintiana) mereceu ser campeã’, afirmou.

Tite disse que os corintianos sabiam da dificuldade diante do rival da decisão, por isso foi necessária superação constante. ‘O Boca é uma equipe mentalmente muito forte, com jogadores experientes. Nós mostramos que temos um time de concentração muito grande, fora a qualidade técnica e a competitividade’, explicou.

O técnico também comentou o título invicto deste ano, o sexto da história da Libertadores. Tite citou que os outros imbatíveis – o último foi o Boca, em 1978 – disputaram poucos jogos, diferente do Corinthians, que fez 14. ‘Vai demorar muito tempo para que alguém repita isso’.

Sem destacar um nome em especial da sua equipe, Tite falou de suas peças principais, elogiando todo o grupo alvinegro. “O Emerson é o jogador da jogada individual, do rompante, que contribui junto com o que contribui o Danilo com a bola aérea, com o Jorge Henrique. Cada um contribui de uma forma importante”.

Antes de encerrar a entrevista, o comandante lembrou do início de sua segunda passagem no Corinthians, passando pela derrota para o Tolima, que derrubou a equipe na fase pré-Libertadores, no ano passado. “Dói na carne e tu aprende”, sentenciou.