Thiago Silva cita Senna e Oscar para valorizar emoção

Zagueiro foi um dos destaques na vitória sobre a Colômbia, que garantiu a vaga brasileira na semifinal da Copa

Fortaleza – Depois de ser criticado pela grande emoção que demonstrou na decisão por pênaltis contra o Chile, quando o Brasil ganhou no sábado passado no Mineirão, Thiago Silva foi um dos destaques na vitória sobre a Colômbia, nesta sexta-feira, no Castelão, que garantiu a vaga brasileira na semifinal da Copa.

E, ao final do jogo, tratou de defender seu estado emocional, citando ídolos como Ayrton Senna e Oscar Schmidt para exemplificar sua posição.

“Foram todas as emoções possíveis. Não via a hora de começar esse jogo. As pessoas falam muito sobre emoção, de que quem se emociona não cumpre com seu papel dentro de campo. Eu estudei algumas coisas quanto a isso. Senna e Oscar Schmidt se entregavam de corpo e alma e é por isso que eles tinham esse choro. Comigo não é diferente, eu me entrego de corpo e alma”, explicou Thiago Silva.

Apesar de ter feito o gol que abriu o placar no Castelão e ter comemorado mais uma vitória brasileira, Thiago Silva teve uma notícia triste diante da Colômbia: recebeu o segundo cartão amarelo e terá que cumprir suspensão na semifinal contra a Alemanha, terça-feira, no Mineirão.

Ele reconheceu que foi advertido pelo árbitro por causa de “um lance bobo” – entrou na frente do goleiro Ospina numa reposição de bola -, mas mostrou confiança em seu substituto na zaga do Brasil.

“Tanto o Dante quanto o Henrique têm totais condições de jogar bem e suprir a minha ausência”, avisou o capitão.