Termina julgamento pela custódia de filho de Madonna

Ao emitir a sentença, MacDonald insistiu em que os pais devem tentar "resolver amigavelmente" a disputa

Londres – Um juiz britânico deu por encerrado nesta segunda-feira o processo judicial em Londres pela custódia do filho de 15 anos da cantora americana Madonna e do cineasta inglês Guy Ritchie, divorciados desde 2008.

O magistrado Alistair MacDonald opinou que as diligências no Tribunal Superior de Londres podem fechar e que o processo seguirá agora somente em Nova York, nos Estados Unidos, de acordo com a agência britânica “PA”.

A artista abriu nos Estados Unidos um processo para que seu filho Rocco volte a viver com ela, depois que ele decidiu morar com o pai na capital britânica em dezembro do ano passado.

Durante o processo em Londres, que seguiu a portas fechadas, o juiz escutou as partes para determinar se devia pronunciar-se sobre o futuro do jovem ou arquivar o caso, como aconteceu.

Na sessão de hoje, na qual Madonna e Guy não estiveram presentes, os advogados disseram que ambos apresentaram propostas para a negociação.

Ao emitir a sentença, MacDonald insistiu em que os pais devem tentar “resolver amigavelmente” a disputa, já que seria “uma tragédia” Rocco perder “um dos mais valiosos e rapidamente extinguíveis dias de sua infância”.

“Se um acordo não for possível hoje não significa que não possa ser amanhã”, manifestou o magistrado, que convidou os pais a investir seu tempo em estar com o filho, descrito como “um jovem maduro, eloquente e reflexivo”.