Super Bowl de menor pontuação gera pior audiência em 10 anos

O Super Bowl continua sendo o evento mais assistido da televisão, mas perdeu espectadores por quatro anos seguidos

O Super Bowl de menor pontuação da história também não somou pontos com os telespectadores.

A audiência americana do jogo caiu 5%, para 98,2 milhões, o pior desempenho desde 2008, segundo dados da Nielsen. A emissora CBS Corporation registrou número total de audiência de 100,7 milhões, incluindo espectadores on-line, mas a soma também seria a menor em cerca de uma década.

O Super Bowl continua sendo o evento mais assistido da televisão, mas perdeu espectadores por quatro anos seguidos. No jogo de domingo, o New England Patriots derrotou o Los Angeles Rams por 13 a 3, pontuação que pode ter impedido que mais pessoas assistissem. O público foi o menor desde que o New England jogou contra o New York Giants, em 2008, segundo a Nielsen.

O Super Bowl de pontuação elevada do ano passado, no qual o Philadelphia Eagles venceu o Patriots, atraiu 103,4 milhões de telespectadores na NBC, da Comcast.

A audiência de domingo à noite foi compreensivelmente mais forte nos mercados internos das duas equipes. O chamado rating overnight em Los Angeles foi de 44,6, o maior desde 1996, informou a CBS anteriormente. Segundo maior mercado de TV dos EUA depois de Nova York, Los Angeles ficou sem equipes de 1995 a 2016, quando o Rams voltou de St. Louis e o Chargers se mudou vindo de San Diego. Em Boston, o nono maior mercado, o rating de 57,4 foi o melhor desde 2015, segundo a emissora.

A CBS tinha direitos exclusivos nos EUA para transmitir o jogo. Mas como menos pessoas estão assistindo TV tradicional, transmitiu o Super Bowl em streaming em mais plataformas do que nunca. O jogo passou no website da CBS Sports, no aplicativo para dispositivos móveis e também no serviço de assinatura CBS All Access.

A audiência do Super Bowl bateu recorde em 2015, quando 114,4 milhões de telespectadores sintonizaram para ver o New England derrotar o Seattle.

O jogo deste ano ocorreu após um ano em que a National Football League e suas parceiras de transmissão viram uma recuperação, com um aumento de 5 por cento da audiência na temporada regular.