Sergio Ramos dá apoio ao novo técnico da Espanha na Copa do Mundo

O ex-técnico da seleção da Espanha, Julen Lopetegui, foi demito dois dias antes da estreia na Copa do Mundo e Fernando Hierro assumiu o cargo

Sochi – O zagueiro Sergio Ramos deu ao novo técnico da seleção espanhola, Fernando Hierro, um enfático voto de confiança antes da partida de estreia da equipe na Copa do Mundo, contra Portugal, na sexta-feira, em Sochi.

A surpreendente demissão do técnico Julen Lopetegui às vésperas da Copa do Mundo, após ele ter revelado que iria assumir o comando do Real Madrid depois do torneio, gerou turbulências na concentração espanhola, na quarta-feira.

Segundo reportagens na mídia espanhola, jogadores da seleção foram contra a demissão de Lopetegui e a substituição por Hierro, que trabalhava como diretor na federação espanhola, mas não houve sinais de dissidência na entrevista coletiva desta quinta-feira.

“Há poucas pessoas mais qualificadas que Fernando Hierro para cobrir a saída de Lopetegui”, disse Ramos, capitão da Espanha, a repórteres. “Ele foi um jogador incrível que todos nós admiramos por muito tempo e ele nos conhece muito bem”.

“Ele é um dos candidatos mais perfeitos para cobrir este posto, e eu espero que esta seja uma seleção que tenha os mesmos sonhos e ambições de antes, e que isto não nos afete de qualquer maneira”.

O zagueiro do Real Madrid admitiu que a demissão de Lopetegui perturbou a equipe, mas que os jogadores estão dispostos a colocar isto no passado conforme o torneio começa.

“Estes não foram momentos agradáveis. Julen Lopetegui era parte deste esforço, ele nos ajudou na classificação, mas deixando de lado quaisquer questões pessoais, a equipe espanhola é mais importante e quanto mais cedo forcamos na Copa do Mundo, melhor para todos”.

Enfrentando seu colega de Real Madrid Cristiano Ronaldo, Ramos concorda que a seleção espanhola possui uma tarefa difícil contra Portugal, atual campeã europeia, mas disse estar encantado em ser capitão em circunstâncias tão desafiadoras.

“Estou carregando meu país, minha equipe, e há poucas coisas que são tão grandes quanto isto. Eu acho que o futebol nos ensina lições quando estamos em situações difíceis, e eu acho que esta é uma oportunidade para crescermos”, disse.