São Paulo se revela em episódio de “Black Mirror” gravado na cidade

Copan e viaduto Santa Ifigênia estão entre as locações que servem de cenário para história de amigos que participam de jogo em realidade aumentada

Depois que a Netflix experimentou São Paulo na série Sense8, quando gravou em plena festa da Parada do Orgulho LGBT na Avenida Paulista, a cidade volta com tudo no primeiro episódio da nova temporada de Black Mirror.

Em articulação com a SP Comission, área da Spcine responsável por filmagens na cidade, a plataforma de streaming solicitou 19 locações que vão da Avenida Paulista até uma casa na região de Alphaville, em Barueri. Segundo a Spcine, a produção do episódio Striking Vipers demandou mais de 150 profissionais entre 18 de março e 8 de abril de 2018.

Nesse episódio, a produção dá continuidade aos temas obscuros e às situações imprevistas com novas tecnologias. Dessa vez, revê uma antiga amizade entre dois rapazes que ganha novas perspectivas com o uso de um game em realidade aumentada. Tanto as cenas do “mundo real” quanto as do universo virtual foram gravadas em São Paulo.

Nos 60 minutos de duração, Striking Vipers narra a vida de velhos amigos que se reencontram de um jeito diferente. Karl (Yahya Abdul) dá de presente a Danny (Anthony Mackie) um jogo de luta estilo Street Fighter com um dispositivo que, encaixado nas têmporas, permite imersão em realidade virtual no universo do game. Como nos velhos tempos, os parceiros escolhem seus personagens preferidos e passam a se relacionar com suas novas identidades.

Quando não estão online, é possível ver Karl ir a um jantar no restaurante Seen, no alto do Hotel Tivoli Mofarrej, na Alameda Santos, e Danny caminhar pelo Viaduto Santa Ifigênia depois que sai do trabalho.

Em uma cena, a mulher de Danny, Theo (Nicole Beharie) deixa o marido em casa e vai até o Jericoacoara Bar, na Avenida 9 de Julho. Até a Praia do Éden, no Guarujá, aparece, em um cenário de batalha com os lutadores Lance e Roxette. A dupla de avatares também se enfrenta no Templo Kinkaku-ji, uma réplica japonesa do século 14, em Itapecerica da Serra, próximo a Embu das Artes.

Na região central da cidade, Karl surge no Edifício Louvre, na Avenida São Luís, no guarda-corpo do prédio, em uma cena semelhante à de Danny no Viaduto Santa Ifigênia.

Até o final do episódio, há outra cena de batalha, dessa vez no topo do Edifício Copan, ao lado de um antigo e abandonado Hotel Hilton. Na lateral da construção de Oscar Niemeyer, surge um grafite com duas cobras entrelaçadas, símbolo do game título do episódio.

Por fim, e como não poderia faltar, Karl aparece na sacada de seu apartamento diante de uma brilhante e colorida vista noturna da Avenida Paulista.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.