Sala de reunião em poucos cliques

Lançado em fevereiro, aplicativo Click Office ajuda a otimizar as áreas de eventos dos hotéis, em geral ociosas

Para reunir até 12 pessoas numa sala no hotel Pullman, na Vila Olímpia, custa 190 reais por hora. No prédio do World Trade Center, na Avenida das Nações Unidas, uma sala para até oito pessoas, pelo mesmo tempo de uso, sai por 99 reais. Para quem não dispõe de sala de reunião e precisa de uma para ontem, informações como essas valem ouro. Daí a utilidade do Click Office, lançado em fevereiro.

Com o intuito de otimizar as áreas de eventos dos hotéis paulistanos, em geral ociosas, ele lista, com a ajuda da geolocalização, os empreendimentos com espaços vagos mais próximos. Raffaele Cecere, o idealizador da novidade, diz ter investido 800.000 reais no desenvolvimento da tecnologia e na instalação de fechaduras automatizadas nas salas dos hotéis cadastrados.

Sim, quem reserva um dos espaços disponibilizados pelo app consegue por meio dele até desbloquear a porta, além de comparar preços e efetuar reservas e pagamento. A meta da startup é chegar a junho com 150 salas disponíveis em São Paulo, e, até o fim do ano, com espaços em 30 hotéis espalhados pelo país.

“Estou inserindo a hotelaria no século 21”, acredita o fundador, que também trabalha para conseguir fornecer equipamentos como projetores e telões a preços competitivos, além do serviço de coffee break. clickoffice.com.br

Raffaele Cecere, idealizador do Click Office Raffaele Cecere, idealizador do Click Office

Raffaele Cecere, idealizador do Click Office (Click Office/Divulgação)