Rússia melhora resultados, mas termina Jogos em 4º lugar

Em Londres, o país conquistou mais medalhas do que em Pequim 2008, mas perdeu uma posição na classificação geral

Moscou – A Rússia conquistou mais medalhas nos Jogos Olímpicos de Londres do que em Pequim 2008, mas perderam uma posição na classificação geral e terminaram na quarta colocação.

As autoridades russas classificarem como “brilhante” a participação do país em Londres.

“Devemos nos parabenizar. O desempenho foi maravilhoso”, afirmou Dmitri Peskov, porta-voz do presidente da Rússia, Vladimir Putin, em declarações publicadas nesta segunda-feira pelo jornal “Moskovski Komsomolets”.

O porta-voz disse que nesta semana o chefe do Kremlin vai homenagear “como se deve” os membros da delegação olímpica russa, que voltou de Londres com 24 ouros (um a mais do que em Pequim), 25 medalhas de prata e 33 bronzes.

“Muitos analistas diziam que o terceiro lugar seria um triunfo sensacional para nós, e o quarto um êxito importante e previsível, que foi o que ocorreu. A verdade é que toda a delegação esteve brilhante”, declarou o porta-voz de Putin.

Peskov atribuiu a “histeria dos primeiros dias” às expectativas fora da realidade. A Rússia teve um início de Jogos Olímpicos ruim e a imprensa exigiu a demissão dos dirigentes esportivos do país.

“Ainda pensam que devemos estar na frente de todo o planeta. É evidente que hoje não podemos aspirar ao primeiro ou ao segundo lugar. Isto não significa que não possamos fazê-lo no futuro. Mas ocupamos um prestigiado quarto lugar”, disse.

No quadro de medalhas, a Rússia ficou atrás dos Estados Unidos, China e Grã-Bretanha.


Entre os sucessos se destacam as oito medalhas de ouro conseguidas no atletismo, a maior conquista do país desde o fim da União Soviética.

No judô, a Rússia surpreendeu com a conquista das suas três primeiras medalhas de ouro na modalidade.

Já o vôlei deu aos russos, após uma virada épica sobre o Brasil, a primeira medalha dourada em esportes coletivos nos últimos 12 anos.

“As Olimpíadas de Londres serão lembradas por essa partida”, escreveu hoje o jornal “Moskovskie Novosti”.

Uma das grandes decepções para a torcida russa foi o bronze no salto com vara da recordista mundial Yelena Isinbayeva.

A tenista Maria Sharapova, porta-bandeira da delegação russa na cerimônia de abertura, também não correspondeu às expectativas, sendo derrotada na final de forma incontestável pela americana Serena Williams.

Desempenho ainda pior teve o esgrimista Alexei Yakimenko, que chegou a Londres na condição de campeão da Europa e um dos grandes favoritos ao ouro, mas que sequer subiu ao pódio.