Rosberg dá o troco em Hamilton no 3º treino livre no Brasil

Em busca da vitória no Autódromo de Interlagos, Rosberg cravou o melhor tempo do fim de semana até agora

São Paulo – Após ser superado pelo inglês Lewis Hamilton nos dois primeiros treinos livres do GP do Brasil, o alemão Nico Rosberg deu o troco na terceira sessão, na manhã deste sábado (12), tirando vantagem do tempo chuvoso em São Paulo. Em busca da vitória no Autódromo de Interlagos para selar o título da temporada, Rosberg cravou o melhor tempo do fim de semana até agora, com 1min11s740.

Na sexta-feira, seu companheiro de Mercedes anotara 1min11s895 como melhor marca do dia.

Hamilton, que tenta impedir o título antecipado do rival no Brasil, foi melhor do que na sexta, ao registrar 1min11s833. Porém, não se mostrou tão bem adaptado à pista molhada de Interlagos quanto Rosberg. O piloto inglês chegou a rodar na pista, ainda no começo da sessão. Ele escapou do traçado na saída da reta oposta.

O terceiro treino livre exigiu mais das equipes e dos pilotos por causa das condições opostas em comparação às duas sessões de sexta, realizadas sob tempo seco e forte calor. Assim, os times precisaram começar do zero no ajuste dos seus carros. Se o segundo treino, na tarde de sexta, teve início com 53 graus na pista, neste sábado, a temperatura era de 22 graus no começo da terceira sessão.

Com o mau tempo, os carros foram para a pista com pneus de chuva. Hamilton foi uma das exceções ao optar pelos compostos macios. Não por acaso rodou logo no começo. Mas, na sequência, abriu as voltas rápidas, tentando mostrar força. Acabou sendo superado na parte final da atividade por Rosberg quando a pista já secava, com pneus macios.

Depois da Mercedes veio a Ferrari, nesta manhã. Superada pela Williams na segunda sessão, a equipe italiana reagiu e dominou o terceiro e o quarto lugar, com o alemão Sebastian Vettel (1min11s959) e o finlandês Kimi Raikkonen (1min12s027). A Red Bull veio logo atrás, com o holandês Max Verstappen em quinto e o australiano Daniel Ricciardo em sexto, com 1min12s287. Verstappen, que fora o segundo melhor no primeiro treino livre, anotou 1min12s077.

Companheiro de Felipe Massa na Williams, o finlandês Valtteri Bottas foi o sétimo mais veloz desta sessão, com 1min12s614. O brasileiro foi o nono colocado, com 1min12s990. Entre eles, estava o britânico Jolyon Palmer (1min12s968), que definiu sua permanência na Renault para 2017 neste fim de semana. O espanhol Fernando Alonso, da McLaren, completou o Top 10 neste terceiro treino livre, com 1min13s002.

Felipe Nasr teve dificuldades na pista molhada. Foi apenas o 20º e antepenúltimo colocado, com o tempo de 1min13s992. Só foi mais rápido que o francês Esteban Ocon, da Manor, com 1min14s222, e que o sueco Marcus Ericsson, seu companheiro na Sauber. Ele completou apenas uma volta, em razão de problemas no motor, e não chegou a registrar tempo.

O treino foi marcado ainda por uma escapa do francês Romain Grosjean, da Haas, e por um susto que Felipe Massa levou na primeira metade do treino. Um guarda-chuva quase atingiu o carro do brasileiro na entrada do “S do Senna”. O objeto caiu a poucos metros de onde o brasileiro passou durante uma volta rápida, sem atingi-lo.

Os pilotos voltam à pista às 14 horas para a definição do grid de largada do GP do Brasil, no treino classificatório. O tempo segue instável em Interlagos e a tendência é que a sessão decisiva seja realizada em pista úmida, com chances de novas pancadas de chuva.