Ricardo Teixeira tem diverticulite, mas quadro é simples

Informação é dos médicos que o atendem no Hospital Pró-Cardíaco, no bairro de Botafogo, na zona do Sul do Rio de Janeiro

Rio de Janeiro – O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, possui um quadro de diverticulite simples, de acordo com os médicos que o atendem no Hospital Pró-Cardíaco, no bairro de Botafogo, na zona do Sul do Rio, onde o dirigente está internado desde o início da noite de quinta-feira.

Assim, Ricardo Teixeira, que também preside o Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2014, não precisará passar por cirurgia e receberá apenas tratamento clínico. A diverticulite é uma inflamação na parede do cólon, ligado ao intestino grosso, que provoca febre e dores abdominais.

O dirigente, de 64 anos, porém, permanece em observação no hospital, já que possui histórico de problemas cardíacos. O seu estado de saúde é estável e ele passou a noite de quinta-feira sem dores. De acordo com os médicos, o seu tratamento será feito com antibióticos.

Ricardo Teixeira estava lúcido quando chegou ao hospital, acompanhado pelo cardiologista Jorge Castro Yperez. Em outubro de 2004, o presidente da CBF foi ao mesmo hospital para fazer uma angioplastia, técnica utilizada para desobstruir artérias e placas de gordura dos vasos sanguíneos. Três anos antes, o dirigente já havia feito uma operação do mesmo tipo na coronária esquerda.