Relógio Vacheron Constantin homenageia o ano da cabra

Ano de 2014 nem mesmo acabou e a Vacheron Constantin já se adiantou para um dos mercados mais importantes da alta relojoaria mundial: o chinês

São Paulo – O ano de 2014 nem mesmo acabou e a Vacheron Constantin já se adiantou para um dos mercados mais importantes da alta relojoaria mundial: o chinês.

De olho no outro lado do mundo, a relojoaria suíça apresentou o modelo Métiers d’Art A Lenda do Zodíaco Chinês – Ano da Cabra. A partir de 19 de fevereiro de 2015, o animal regente deixa de ser o cavalo e passa a ser a cabra.

Em duas versões, o relógio estampa em seu mostrador a expertise da Vacheron Constantin em esmaltação e gravura. Apenas 12 peças de cada versão – ouro rosa e platina – serão produzidos e comercializadas exclusivamente nas butiques da marca.

O mostrador dos modelos apresenta uma estampa de folhas, que foi gravada diretamente no mostrador. Por ali, também flores são apresentadas. Na região central, a imagem de uma cabra é apresentada em relevo.

Os dados do relógio não são apresentados por ponteiros, mas sim por janelas posicionadas em suas quatro extremidades. Quem proporciona os dados de horas, minutos, data e dia da semana é o calibre 2460 G4, que ostenta o selo de Genebra: garantia de precisão e alto acabamento.

O valor comercial do modelo não foi divulgado. A Vacheron Constantin possui uma butique própria em São Paulo, no Shopping Cidade Jardim.