Relógio Monaco, da TAG Heuer, ganha edições especiais aos 50 anos

Lançado em 1979 e popularizado pelo ator Steve McQueen, o relógio Monaco, da TAG Heuer, ganha neste ano edições especiais para marcar seus 50 anos

Lançado pela TAG Heuer em 1979, o modelo Monaco marcou época com seu formato quadrado, o cronógrafo automático, o mostrador azul metálico, os ponteiros vermelhos e azuis claros e a tecnologia à prova d’água.

Homenagem ao Grande Prêmio de Fórmula 1 de Mônaco – era a relojoaria suíça quem confeccionava os cronógrafos dos painéis da prova -, o relógio foi eternizado em 1971, ano de lançamento do filme “As 24 horas de Le Mans”, do cineasta americano Lee H. Katzin. Adivinha que modelo o personagem vivido pelo ator Steve McQueen exibe no filme?

Cobiçadíssimo por colecionadores, o relógio é um dos que mais se valorizam no mercado paralelo. Vendido três anos atrás por cerca de US$ 6 mil, o modelo mais antigo pode ser comprado hoje por mais de US$ 20 mil.

Para marcar os 50 anos desse ícone, a TAG Heuer está lançando ao longo de 2019 cinco edições limitadas que homenageiam as décadas de 1970 para cá. Cada um dos novos modelos terá apenas 169 unidades. Os dois primeiros foram lançados no primeiro semestre e custam a partir de R$ 40.326.

O novo Monaco que presta tributo aos anos 1990 foi anunciado nesta semana. tagheuer.com