Rafinha Bastos xinga Luciano Huck por dirigir alcoolizado

Em carta publicada no Facebook, o humorista chamou o apresentador de playboy inconsequente

São Paulo – Após o apresentador Luciano Huck ser pego em uma blitz da Lei Seca e recusar usar o bafômetro, o humorista Rafinha Bastos resolveu se manifestar. O ex-integrante do CQC escreveu uma carta direcionada ao “global” e postou em seu perfil no Facebook.

Sem meias palavras, a mensagem chama Huck de “playboy inconsequente” e afirma que sua credibilidade foi construída “durante anos de assistencialismo barato na TV”. Rafinha se mostrou revoltado com o fato de que, ao ser pego dirigindo sob o efeito de álcool, Luciano Huck assumiu o erro e publicou uma nota na rede social, dizendo que deveria ter seguido o exemplo de Angélica, sua esposa, e “ido de táxi”.

Huck ainda apoiou a Operação Lei Seca e justificou seu deslize: disse que havia bebido um copo de vinho em uma comemoração e achou melhor não fazer o teste. “E agora pago, consciente, as consequências. Vida longa a Operação Lei Seca. E que venha a Operação Parar Sobre a Faixa. Operação Jogar Lixo no Chão. Operação Respeite os Ciclistas. Operação Pedestre. Entre tantas outras”, escreveu.

Agora, Rafinha reclama que mesmo colocando a vida de outras pessoas em risco, o apresentador não arranhará sua imagem, pois quem é taxado de “FDP” é aquele que fala o que pensa. Diante das ofensas, Luciano Huck afirmou que vai processar o humorista.

Confira abaixo a carta escrita por Rafinha Bastos na íntegra.

“Carta para Luciano Huck:

Luciano, você bebeu antes de dirigir. Fez merda. Mas não se preocupe: Para a maioria do país, comunicador FDP não é aquele coloca a vida dos outros em risco, é aquele que fala o que pensa. Fique tranquilo.

No fundo você está pensando: “Só bebi um pouquinho e estava a 20 Km/h. Essa lei é muito radical no Brasil e com a dose que bebi, eu não seria sequer multado em nenhum outro país”. Não é isso que está na sua cabeça? Eu sei que é. Eu conheço cabeça de playboy inconsequente.

Mas é claro que você não vai dizer nada disso. Sabe porque? Porque dizer o que pensa é mais arriscado do que dirigir alcoolizado. Você nunca falou nada que desagradasse o seu público, não é em um momento de crise que você irá fazer isso, tô certo?

Você não vai jogar fora toda uma credibilidade construída durante anos de assistencialismo barato na TV, não é?

Para se sair bem desta, segue a minha dica: Fala que não agiu certo. Isso. Veste aquela máscara de celebridade arrependida e vai pra TV fazer de conta que você se importa com o assunto. Melhor ainda… faz campanha contra a combinação direção + álcool. Perfeito! Nossa, vai pegar super bem! O povo vai te amar ainda mais.

Genial.

Bem… nem sei porque estou aqui dando dicas. Você sabe muito bem o que fazer, afinal, teatrinho falso na TV é a tua especialidade.

Tenho certeza que tudo vai acabar bem.

E da próxima vez, se não for atrapalhar muito a sua vida, tenta não colocar a vida dos outros em risco. Pega um táxi, seu bosta.”

* Atualizada em 03/12/2012, às 15h56