Quadro de Picasso torna-se o mais caro já leiloado

A pintura "Les femmes d'Alger (Version 'O')" tornou-se o quadro mais caro a ser leiloado ao ser arrematado por US$ 179,36 milhões

Nova York – A pintura “Les femmes d’Alger (Version ‘O’)”, de Pablo Picasso, tornou-se nesta segunda-feira o quadro mais caro a ser leiloado ao ser arrematado por US$ 179,36 milhões na casa Christie’s, em Nova York.

A obra do pintor espanhol é datada de 1955 e tem dimensões de 114 por 156,4 centímetros.

Ela é a culminação de uma série de 15 quadros com os quais ele revisou em cubismo o quadro do mesmo título do artista francês Eugène Delacroix, no qual acreditava ver a última de suas mulheres, Jacqueline Roque

Esta obra de maturidade de Picasso, que tinha sido leiloada em 1997 por US$ 32 milhões, se valorizou até superar o preço de “Três estudos de Lucian Freud”, de Francis Bacon, que foi vendido em 2013 por US$ 142,4 milhões.

“Les femmes d’Alger” também é, como o de Bacon, um diálogo entre dois artistas (Picasso e Delacroix) ou até mesmo três, já que é “uma espécie de resposta à morte de Marisse, seu amigo e rival”, que aconteceu em novembro de 1954, explicou à Agência Efe Ana María Celis, do departamento de arte contemporânea da Christie’s.

Este quadro, que é também uma homenagem a Jacqueline, a última das mulheres de Picasso, pertenceu à coleção de Victor e Sally Ganz, que adquiriu toda a série, e fez parte de retrospectivas do pintor no MoMa de Nova York (em 1957 e 1980), na National Gallery de Londres (em 1960) e no Louvre de Paris (em 2008 e 2009).

Fora do circuito de vendas em leilões, o quadro mais caro jamais vendido é “Nafea Faa Ipoipo” (“Quando você vai se casar?”) da fase taitiana de Paul Gauguin, que foi adquirido em venda particular por um colecionador do Catar por US$ 300 milhões.