Pré-estreia de filme de Tarantino é cancelada após tiroteio

Vários eventos para promover filmes foram adiados ou cancelados desde o tiroteio de sexta-feira, que terminou com a morte de 20 crianças nos EUA

Los Angeles – Uma pré-estreia em Hollywood do filme do diretor Quentin Tarantino “Django Livre” foi cancelada, a última resposta ao massacre da escola de Connecticut.

Vários eventos para promover filmes foram adiados ou cancelados desde o tiroteio de sexta-feira, enquanto em eventos esportivos foram realizados momentos de silêncio e orações. Os jogadores utilizaram braçadeiras pretas em homenagem às vítimas, 20 das quais eram crianças.

A Weinstein Company afirmou que a premiere marcada para esta terça-feira em Los Angeles de “Django Livre” – que deve estrear no dia de Natal nos cinemas americanos – foi cancelada.

“Nossos pensamentos e orações estão com as famílias da tragédia em Newtown, Connecticut, e neste momento de luto nacional decidimos abrir mão de nosso evento”, afirmou um porta-voz da Weinstein Company.

O estúdio ainda realizará uma projeção para o elenco e funcionários e para seus amigos e familiares.

Tarantino é conhecido pela violência nas telas, em filmes como “Cães de Aluguel”, de 1992, a “Bastardos Inglórios”, de 2009. Em seu novo filme, um escravo que se tornou um caçador de recompensas tenta resgatar sua mulher de um proprietário de terras brutal.

O filme teria sua premiere depois que o lançamento no fim de semana do último filme de Tom Cruise, “Jack Reacher”, também foi adiado.

“Nossos corações estão com todos os que perderam seus entes queridos”, afirmou o estúdio Paramount, acrescentando que tomou a decisão “em homenagem e respeito às famílias das vítimas cujas vidas foram tomadas de forma insensata”.