Polícia de SP registra BO por difamação contra mulher que acusa Neymar

O boletim de ocorrência foi motivado por uma declaração da modelo em uma entrevista, na qual dizia que "a polícia está comprada"

São Paulo — A Polícia Civil de São Paulo registrou um boletim de ocorrência por difamação contra Najila Trindade Mendes de Souza devido às declarações feitas pela modelo sobre a investigação da acusação de estupro contra Neymar.

A declaração foi dada em entrevista concedida ao SBT ao comentar o suposto arrombamento de seu apartamento no qual um tablet com imagens do seu segundo encontro com Neymar, gravado pela modelo, teria sido roubado.

Ao ser questionado sobre o resultado da investigação, que encontrou apenas digitais da modelo e da empregada no apartamento supostamente arrombado, Najila afirmou: “É, mas a polícia está comprada, né? Ou eu estou louca?”

Por causa dessa declaração, o delegado José Fernando Bessa registrou boletim de ocorrência na 6ª Delegacia Seccional de Santo Amaro na noite desta terça-feira (11). O delegado acrescenta, ainda, que um ofício será encaminhado ao instituto que coletou as digitais. “Caso sintam-se (os peritos) atingidos em sua honra, apresentem eventuais representações (contra a modelo)”, diz trecho.

 

A fala de Najila também foi repudiada pelo Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (SINDPESP) e pela Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (ADPESP).

“O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (SINDPESP) e a Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo (ADPESP) vêm a público repudiar veementemente a afirmação feita pela Srta. Najila Trindade de que a polícia estaria ‘comprada'”.